Escola com caso confirmado de gripe A suspende aulas no RS; governo fiscaliza fronteiras

Flávio Ilha Especial para o UOL Notícias Em Porto Alegre

Uma das maiores escolas de Porto Alegre decidiu suspender as aulas por uma semana a partir desta terça-feira (23) pela descoberta de um caso de gripe A (H1N1) entre seus alunos. O colégio Farroupilha, que tem mais de 2.000 estudantes, registrou a doença em um aluno de 13 anos da 8ª série.

Brasil confirma 25 novos casos de gripe suína

O Ministério da Saúde informou na tarde desta segunda-feira (22) que foram confirmados 25 novos casos de infecção pelo vírus da gripe suína no Brasil. Com as novas confirmações, o número de casos no país subiu para 240


O estudante havia realizado um programa de intercâmbio na Alemanha e retornou na semana passada. Ele demonstrou os sintomas da gripe A logo que chegou ao Brasil. A escola analisou a possibilidade de suspender apenas as aulas da turma do estudante, mas estendeu a suspensão a todos os alunos por precaução.

A suspensão se estende até o dia 28 (domingo) e inclui também a festa de São João, programada para ocorrer no sábado, além de diversas atividades esportivas programadas para o fim de semana. As aulas, segundo comunicado da escola, serão recuperadas na terceira semana de julho, quando estava previsto o início das férias escolares.

O diretor do colégio, Roberto Py, explicou que a medida é preventiva. "Tenho certeza que os pais compreenderão a decisão", assegurou. A escola é a primeira de Porto Alegre a suspender as atividades em função da gripe A. Em Santa Maria (292 km de Porto Alegre), uma escola de ensino médio também suspenderá as aulas durante esta semana.

Em São Paulo, três colégios paralisaram as atividades em função da gripe A desde a semana passada. Nesta segunda-feira, a Unesp (Universidade Estadual Paulista) também suspendeu as aulas no campus de Assis depois que duas aulas foram infectadas com o vírus.

Fiscalização nas fronteiras
O Rio Grande do Sul tem sete casos confirmados da doença e outras 15 pessoas estão sendo monitoradas. Em Santa Maria, uma adolescente de 14 anos está internada na UTI do Hospital Universitário com os sintomas da gripe. Os pais dela também estão sendo monitorados. A família mora em São Gabriel (321 km de Porto Alegre).

Na Argentina, os casos confirmados da doença já passam de mil, com sete mortes. Apenas no final de semana o Rio Grande do Sul confirmou quatro novos casos. Três deles são de pessoas com passagens recentes pela Argentina e Paraguai.

O secretário estadual da Saúde, Osmar Terra, anunciou a criação de um grupo de trabalho bilateral para monitorar o avanço da doença pela fronteira com Argentina e Uruguai. "O importante é que não há transmissão de pessoa para pessoa dentro do Estado", destacou Terra.

O grupo vai estudar medidas de controle nas fronteiras com os dois países, que se estendem por mais de 800 quilômetros no território gaúcho. O secretário não considerou a hipótese de restringir a circulação entre os dois países e disse que o agravamento da situação não deve provocar pânico. "Não existem motivos para isso. A gripe A já mostrou que é menos nociva que uma gripe comum", disse o secretário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos