Mãe brasileira de menina austríaca morta no Rio é encontrada pela polícia

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

A Polícia Civil afirmou na tarde desta segunda-feira (22) que encontrou a mãe da menina austríaca Sophie que morreu na semana passada por suspeita de espancamento no Rio de Janeiro. As informações são de "O Dia" online. A brasileira Maristela Zanger, 40, que sofre de distúrbios mentais estava desaparecida há três meses.
  • Severino Silva/Ag. A Tarde/AE

    Maristela Zanger, mãe de Sophie, que morreu na semana passada, sofre de distúrbios mentais e estava desaparecida há três meses


Maristela estava morando em uma rua embaixo de um viaduto no Estácio, zona norte da cidade. Ela foi levada para a 36ª DP (Santa Cruz), onde o caso está sendo investigado, para depor.

Sophie morreu na última sexta-feira em um hospital na Baixada Fluminense, de traumatismo craniano. A polícia investiga suspeita de agressão por parte de familiares brasileiros.

O pai da menina, o austríaco Sascha Zanger, afirmou à Folha de S.Paulo que culpa a Justiça brasileira pela morte da filha de quatro anos. Zanger diz que a menina e o irmão dela, de 12, foram trazidos da Áustria para o Brasil pela ex-mulher sem sua permissão em janeiro de 2008.

A menina e seu irmão estavam sob a guarda da tia Geovana desde o desaparecimento da mãe. Com as suspeitas de que Sophie estava sendo agredida pela tia e por uma prima, a Justiça transferiu na semana passada a guarda das crianças para a mãe adotiva de Maristela, Anayá Rocha.

* Com informações de "O Dia" e da Folha de S.Paulo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos