Delegado diz que supostas agressoras de menina austríaca podem ser indiciadas na próxima semana

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O delegado da 36º DP do Rio de Janeiro, Agnaldo Ribeiro, afirmou nesta quarta-feira (24) que o indiciamento das suspeitas de terem causado a morte da menina Sophie Zanger, 4, deve sair na semana que vem. A menina austríaca morreu na última sexta-feira (19) após sofrer um traumatismo craniano.

A tia da criança, Geovana dos Santos Vianna, 42, e a prima, Lílian dos Santos, 21, são suspeitas de maus-tratos e tortura. Geovana disse que a criança havia sofrido o traumatismo após uma queda no banheiro. Ela foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Cruz no último dia 12 e depois encaminhada ao Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, na Baixada Fluminense.

"Quero concluir o inquérito no início da semana que vem", disse Ribeiro. O delegado afirmou que o laudo cadavérico ainda não foi entregue à investigação e que deverá receber o documento na quinta-feira (25). Os médicos que atenderam a menina também serão ouvidos.

A menina e o irmão de 12 anos foram trazidos para o Brasil pela mãe, Maristela dos Santos Vianna, em janeiro de 2008, sem o consentimento do pai, Sasha Zanger. As duas crianças moravam com a irmã da mãe em um condomínio no bairro de Santa Cruz, zona oeste do Rio.

Em depoimento à polícia na segunda-feira (22), o irmão de Sophie disse que encontrou a menina de castigo dentro do banheiro dois dias antes da queda, e que surras aplicadas por Geovana e Lílian eram constantes. A mãe das crianças confessou à polícia que sabia que Geovana batia em seus filhos.

*Com informações da Agência Estado e da Folha de S. Paulo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos