Cheia do rio Negro em Manaus registra novo recorde em 107 anos

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O rio Negro subiu mais um centímetro e alcançou um novo recorde em Manaus, no Amazonas. Hoje, a medição indicou uma altura de 29,72 metros, superando a marca registrada ontem, 29,71 metros. A medição do rio é feita desde 1902, portanto é possível dizer que a cheia é a maior, pelo menos, dos últimos 107 anos. A média das alturas máximas do rio Negro é 27,76 metros.
  • Rodrigo Baleia/AE

    Residência atingida pela cheia do rio Negro e do
    rio Solimões, em Iranduba, no Amazonas


Na quarta-feira, o rio havia alcançado a marca de 29,69 metros, igualando-se ao antigo recorde, registrado em 1953. De acordo com os registros históricos do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), as outras médias no volume do rio Negro foram registradas nos anos de 1953 (29,69 metros); 1976 (29,61 metros); e 1989 (29,42 metros).

O supervisor de Hidrologia do Serviço Geológico, Daniel Oliveira, explica que o nível do rio Solimões é determinante para a cheia do rio Negro, porque as águas daquele rio exercem um represamento sobre este. "A vazão do Solimões é 103 mil metros por segundo. Já a do rio Negro é muito menor, 28,4 mil metros por segundo. Por isso, o Solimões funciona como um 'muro', não deixando as águas do Negro passarem."

Oliveira explica que o CPRM faz medições diárias do Solimões nos arredores de Manaus. Na estação de Manacapuru, a cerca de 80 km da capital amazonense, o Solimões continuava subindo um centímetro por dia até ontem. "Quando começar a baixar lá, a previsão é que baixe aqui também."

As maiores alturas do rio Negro são registradas de maio a julho, sendo que 77% das cheias máximas são registradas em junho.

De acordo com a Defesa Civil de Manaus, 11 bairros da cidade sofreram com os alagamentos, atingindo mais de 4 mil famílias. Os bairros mais afetados são Raimundo e Glória - na zona oeste - e Raiz, na zona sul.

As inundações causadas atingem pontos turísticos de Manaus, como o Relógio Municipal, o prédio da Alfândega, a Feira Manaus Moderna e a praia da Ponta Negra. Parte das avenidas Eduardo Ribeiro e Sete de Setembro, no centro, foram interditadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos