Donos de vans fazem novo protesto contra licitação no transporte intermunicipal do Rio

Da Agência Brasil
Em Brasília

Cerca de 250 motoristas de vans que operam linhas intermunicipais ficaram concentrados na manhã de hoje (29) na Candelária, no centro do Rio, para protestar mais vez contra o processo de licitação do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro). Eles querem que o governo estadual mude os termos da licitação. A Polícia Militar e a Guarda Municipal acompanharam toda a manifestação.

Muitos motoristas saíram em suas vans da Baixada Fluminense e seguiram em direção ao centro do Rio pela avenida Brasil, onde o trânsito ficou congestionado e os veículos foram retidos pela PM. Vans que trafegam pela rodovia Washington Luís também foram interceptadas e impedidas de chegar ao centro.

O presidente da Cooperativa Uruguaiana, Nailton Pires, informou que a categoria não é contrária à licitação, mas contestou a exigência de muitas documentações dos motoristas. Outro problema, segundo Nailton, é que o processo de licitação cria outras linhas.

"O processo mexeu com quase todas as linhas de vans. O transporte alternativo opera há mais de dez anos. Então, parte da população está habituada a determinado itinerário e há uma clientela para essas vans. A licitação inaugurou linhas não operadas por ônibus e por vans. Se, a partir de agora, você passa por um local e não carregar ninguém, não há lucro e consequentemente o pagamento de prestações e de outros compromissos será atrasado", disse Pires.

Ele acrescentou que muitos motoristas assumiram diversas dívidas para renovar a frota. "De um ano e meio para cá, todo mundo renovou a frota. As vans, por exigência do Detro, estão novas, porque após cinco anos o carro não pode operar no transporte. Então, tudo mundo entrou em prestação. Como não temos isenção, nossas prestações são longas, de 48 prestações. Muitos motoristas estão pendurados em dívidas."

Este foi o segundo protesto da categoria em menos de uma semana. O primeiro ocorreu na última terça-feira em frente ao Palácio Guanabara, em Laranjeiras, zona sul do Rio, onde houve um confronto entre policiais e motoristas. Duas pessoas foram detidas e outras duas ficaram feridas. O governo alega a maioria dos manifestantes operava vans ilegalmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos