Ministério da Saúde corrige números e confirma 625 casos de gripe suína no país

Do UOL Notícias Em São Paulo

Primeira vítima da gripe

  • Rodrigo Finardi/AE

    Familiares acompanham o funeral do caminhoneiro Vanderlei Vial, 29, no Rio Grande do Sul, primeira vítima fatal da influenza A

Em boletim divulgado na tarde desta segunda-feira (29), o Ministério da Saúde informou que dois casos de gripe suína registrados ontem - um em Minas Gerais e outro no Paraná - foram excluídos da lista geral de casos confirmados no país por duplicidade no banco de dados. Com isso, o total de casos da doença está em 625, e não 627, como o ministério informou no domingo. Além disso, um caso que havia sido registrado incorretamente em Minas Gerais foi transferido para Santa Catarina.

O boletim informa ainda que entre as 21h de domingo e as 13h desta segunda-feira não houve mais confirmações de casos da influenza A (H1N1).

Os Estados mais atingidos continuam sendo São Paulo (308 casos confirmados), Minas Gerais (67) e Rio de Janeiro (66). De acordo com o ministério, todos os casos de contágio dentro do país têm vínculos epidemiológicos com pacientes procedentes do exterior. "Até o momento, a transmissão no Brasil é limitada, sem evidências de sustentabilidade da transmissão do vírus de pessoa a pessoa", relembra o boletim.

Ontem, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou a primeira morte no Brasil em decorrência da gripe suína. A morte do caminhoneiro Vanderlei Vial, 29, que esteve na Argentina, foi registrada em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos