Nova gripe faz segunda cidade no RS decretar situação de emergência

Flávio Ilha
Especial para o UOL Notícias
Em Porto Alegre

A cidade de Itaqui, localizada a 671 quilômetros de Porto Alegre, foi o segundo município a decretar situação de emergência no Rio Grande do Sul em função do surto de gripe A que atinge o Estado. O prefeito Gil Marques Filho (PDT) determinou que a partir desta segunda-feira (29) as atividades nas escolas do município sejam interrompidas por 10 dias. Eventos públicos, como festas e atividades esportivas, também estão suspensas.

A cidade, que fica na fronteira com a Argentina, é separada da localidade de Alvear apenas pelo rio Uruguai. Diariamente, cerca de 200 pessoas circulam pelo porto municipal - a maioria caminhoneiros oriundos da região de Buenos Aires. A capital argentina é o principal foco de propagação da doença no país vizinho. Também há retorno de cargas do Chile, país com maior número de casos da doença na América do Sul. "Não há fiscalização sanitária no local", reclamou o prefeito.

Segundo ele, a cidade registrou três casos da doença nos últimos dias - um adulto e dois adolescentes que estiveram na Argentina. A Secretaria Estadual da Saúde ainda não confirma os casos, que estão em análise e devem constar em relatório a ser divulgado na tarde desta segunda.

O prefeito justificou a medida dizendo que os casos na cidade são "altamente prováveis". Gil Marques Filho, que também é médico, informou que as três pessoas são da mesma família e tiveram contato com outras pessoas na cidade antes de relatarem os sintomas. A mãe e os dois filhos que apresentaram sinais de contaminação voltaram da Argentina na semana passada.

Marques Filho está preocupado com o isolamento da cidade. Itaqui, que tem 36 mil habitantes, não tem nenhuma UTI credenciada pelo SUS. Uruguaiana, o maior centro urbano da região, está a 100 quilômetros de distância. "Quem critica a decisão não sabe as condições da cidade. Estou pensando na minha população", disse o prefeito.

76 casos no RS
A situação de emergência em Itaqui foi decretada com o apoio da secretária de Saúde do município, Eliane Píffero, e com o aval da secretaria estadual da Saúde. Na semana passada, o município de São Gabriel também adotou a medida para controlar o contágio na cidade depois que uma adolescente de 14 anos apresentou os sintomas da gripe. Ela continua em estado grave no Hospital Universitário de Santa Maria.

Mesmo com a situação de emergência, São Gabriel registrou 31 casos da doença em uma semana - a maior concentração de contaminados no Rio Grande do Sul. A secretaria da Saúde informou que já são 76 casos de gripe A no Estado, com 95 suspeitos. No domingo (28), o caminhoneiro Vanderlei Vial, de 29 anos, morreu no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, vítima da gripe. Foi a primeira vítima fatal da doença no Brasil.

Um novo boletim sobre o avanço da doença será divulgado às 16h de hoje pela secretaria estadual da Saúde.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos