STJ concede habeas corpus a suspeita de matar empresário no Rio

Da Agência JB

  • Divulgação

    Segundo o advogado de Alessandra, ela agiu em legítima defesa contra um marido alcoolizado, que começou uma briga por ciúmes

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedeu habeas corpus nesta terça-feira (30) para Alessandra DŽÁvila, acusada de matar a facadas o marido e empresário Renato Biasoto, na madrugada do último dia 13, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Alessandra fugiu após o assassinato levando o filho do casal de cinco anos, que teria visto o crime, segundo a polícia. Na ocasião, Alessandra disse ao porteiro do prédio que havia sido agredida pelo marido e que iria à delegacia prestar queixa. Como tem cidadania americana, a Polícia Federal foi avisada da possibilidade dela tentar deixar o país. Renato e Alessandra eram casados há seis anos.

Foragida, Alessandra deve chegar ao Rio ainda hoje e o advogado deve conceder entrevista nesta quarta.

No último dia 18, o 3º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro recebeu denúncia do Ministério Público e decretou a prisão preventiva de Alessandra. A prisão temporária já havia sido decretada pela Justiça do Rio desde a data do crime.

O advogado de Alessandra, Mário de Oliveira Filho, afirma que a cliente agiu em legítima defesa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos