Justiça concede liberdade a motorista de van que causou acidente no Rio

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu liberdade provisória ao motorista Carlos Alberto Rodrigues de Souza, que dirigia a van envolvida no acidente que matou quatro crianças ontem (1º) na Linha Vermelha. Carlos Alberto foi preso em flagrante pelas acusações de homicídio e lesão corporal culposa.

O juiz Rodrigo Faria de Souza, que concedeu a liberdade ao motorista na manhã desta quinta-feira (2), considerou que não havia motivos para justificar a prisão preventiva. O magistrado também levou em conta que Carlos Alberto é réu primário e tem residência fixa.

O acidente aconteceu na tarde de quarta-feira. A van bateu na traseira de um reboque da prefeitura do Rio e capotou. Quatro crianças entre 7 e 14 anos morreram e outras seis pessoas ficaram feridas. O veículo que causou a batida transportava alunos do Colégio Pedro 2º. A direção da escola decretou luto.

A delegada Leila Goular, do 37º DP (Ilha do Governador), disse que o veículo não tinha autorização para levar estudantes.

O Colégio Pedro 2º não oferece transporte escolar, mas informou que a associação de pais tem um cadastro próprio de prestadores do serviço.

*Com informações da Agência Estado e da Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos