Heráclito quer explicação de Sarney sobre casa não declarada à Justiça Eleitoral

Priscilla Mazenotti
Da Agência Brasil
Em Brasília

O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), quer ouvir explicações do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), sobre o motivo de não ter declarado à Justiça Eleitoral uma casa avaliada em R$ 4 milhões.

"Essa é uma questão que tem de ser feita mesmo. E espero que ele responda o mais rápido possível", disse. "Não tenho a mínima ideia se a casa é dele, se pertence aos filhos ou a quem pertence", completou.

Mais sobre o caso

Segundo reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo", Sarney comprou a mansão de Brasília em 1997 do banqueiro Joseph Safra. Desde então, o presidente do Senado disputou duas eleições sem declarar o imóvel à Justiça Eleitoral, o que é obrigatório por lei. A casa também não consta em cópia da declaração de Imposto de Renda entregue pelo Senador para o registro eleitoral.



Reportagem publicada no jornal O Estado de S. Paulo alega que Sarney ocultou a propriedade da Justiça Eleitoral nas duas eleições que disputou depois da compra do imóvel - em 1998 e 2006.

Heráclito ainda comentou a interferência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que Sarney não se afaste do cargo. "Eu acho que Lula está agindo em defesa de seu próprio governo, já que o presidente do Senado estabiliza o governo do PT", afirmou.

Ontem (2), o presidente Lula jantou com o partido, que estava dividido sobre o apoio de Sarney. "O PT a gente não entende. De manhã está contra e de tarde está a favor. A partir desse jantar de ontem, que deve ter sido pedagógico, o PT vai definir o que fazer", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos