Gripe suína faz gaúchos cancelarem 50% dos pacotes de viagem para a Argentina

Flávio Ilha Especial para o UOL Notícias Em Porto Alegre

Metade dos turistas gaúchos com passagens ou pacotes turísticos marcados para Buenos Aires e Bariloche, na Argentina, durante as férias de inverno cancelaram suas viagens por causa do agravamento da gripe suína no país. A informação é da Associação Brasileira de Agências de Viagem do Rio Grande do Sul (Abav). Segundo a presidente da associação, Carmen Marun, 3.000 pacotes comprados para o mês de julho e para as duas primeiras semanas de agosto já foram desmarcados.

"De cada dois fretamentos semanais da alta temporada, um já foi cancelado", disse a presidente da Abav gaúcha. A estatística não inclui os voos regulares de passageiros por companhias aéreas comerciais. Segundo ela, os prejuízos das agências serão grandes. "Muitas empresas estão com dificuldade para devolver o valor pago pelos clientes", declarou.

Norma técnica lançada pelo Ministério do Turismo no dia 26 de junho deste ano obriga as agências de viagem a devolver integralmente os recursos pagos pelos turistas no caso de desistências causadas pelo surto da gripe suína. A determinação permite alterar o destino da viagem ou mesmo adiá-la, mas a maioria dos clientes está optando pelo cancelamento.

"A gripe não se revelou tão letal assim. Em Bariloche, por exemplo, nenhum caso foi registrado até agora", lamentou Carmen. Segundo ela, muitos hotéis, operadoras e companhias aéreas que atuam em parceria com as agências não fazem a devolução das antecipações pagas pelos turistas. "Mas quem tem de devolver [o dinheiro] são as agências", reclamou a presidente da Abav.

Cada pacote de três dias para Buenos Aires custa em média U$ 500 incluindo hospedagem e transporte aéreo, enquanto os roteiros de sete noites para Bariloche saem por um valor médio de U$ 1.200 por pessoa. Alguns pacotes para estações de esqui argentinas, entretanto, podem custar até três vezes mais que isso.

As desistências começaram no final de junho, quando a proliferação do vírus H1N1 começou a se agravar no país vizinho. Segundo a presidente da seção gaúcha da Abav, em épocas normais os cancelamentos não chegam a 2% do total de roteiros comercializados. "O prejuízo é inevitável", disse Carmen.

Exército ajudará equipes de controle na fronteira

O Exército vai auxiliar as equipes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Secretarias Estaduais da Saúde e prefeituras de 13 municípios do Rio Grande do Sul e dois do Paraná no esquema de contenção da gripe suína em regiões fronteiriças do Sul


O coordenador do Procon em Porto Alegre, Omar Ferri Júnior, alertou que a responsabilidade pela devolução dos valores é das agências de viagens. "Além do ressarcimento total, o consumidor poderá rescindir ou modificar o contrato firmado sem nenhum custo ou multa", informou Júnior. A norma técnica vale para viagens com destino para Argentina, Austrália, Canadá, Estados Unidos e México.

Em Porto Alegre, um encontro da igreja católica marcado para a semana que vem foi cancelado em função da gripe suína. O Mutirão de Comunicação da América Latina e Caribe reuniria 50 mil pessoas de 37 países na cidade entre 12 e 17 de julho. "Nossa grande preocupação é a preservação da saúde das pessoas. A situação não é calamitosa, mas temos de prevenir", disse o padre Tarcisio Rech, secretário executivo da Regional Sul 3 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e um dos organizadores do evento.

O Rio Grande do Sul tem 111 casos confirmados de gripe suína e uma morte em função da doença. Na segunda-feira (06), um caminhoneiro morador de Uruguaiana, na fronteira com a Argentina, morreu de pneumonia. As autoridades sanitárias do Estado descartaram que a morte tenha sido causada pela gripe suína.

No Brasil, há 905 casos de gripe suína. Segundo o Ministério da Saúde, esses casos são o resultado acumulado desde os primeiros registros de infecção no Brasil, no dia 8 de maio. A quase totalidade dos pacientes já recebeu alta ou está em processo de recuperação. O ministério acompanha 1.414 casos suspeitos no país. As amostras com secreções respiratórias dos pacientes estão em análise laboratorial. Outros 1.203 casos foram descartados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos