Polícia Federal prende quadrilha que agia em bancos de cinco Estados

Pedro Peduzzi
Da Agência Brasil
Em Brasília

A Polícia Federal deflagrou hoje (7) a segunda fase da Operação Terminal, que investiga criminosos especializados em arrombamento de caixas-eletrônicos, furto e roubo em agências e postos bancários. Serão cumpridos 36 mandados de busca e apreensão para coleta de armas e instrumentos de crime e 44 mandados de prisão em cinco Estados: Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Goiás. As buscas dão sequência à ação policial que começou em novembro de 2008, quando prendeu nove pessoas.

Foram expedidos 16 mandados de prisão expedidos pela 1ª Vara Criminal da Justiça Federal, de Curitiba, e 28 pela Vara de Inquéritos, da Justiça Estadual. Em Minas Gerais, foram cumpridos seis mandados de prisão, sendo quatro em Belo Horizonte e dois em Sete Lagoas.

Dois dos presos em Belo Horizonte foram autuados em flagrante delito, uma vez que foram encontrados na residência 3 quilos de cocaína e equipamentos usados para arrombamento de caixas-eletrônicos, como maçaricos, cilindros de oxigênio, além de telefones celulares e documentos diversos. Todos serão encaminhados à penitenciária Nelson Hungria, onde ficarão à disposição da Justiça.

Segundo agentes, os investigados se dedicavam em tempo integral à preparação e realização de roubos, e passaram a migrar de um Estado para outro após a execução de assaltos bancários, com o objetivo de dificultar a investigação das polícias estaduais.

Estimativas preliminares indicam que cerca de R$ 4 milhões foram obtidos pela quadrilha no período da investigação. O prejuízo chega a R$ 7 milhões se forem contabilizados os estragos feitos nos terminais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos