Novo comandante da PM do Rio quer transferir mil policiais dos escritórios para as ruas

Marina Lemle *
Especial para o UOL Notícias
No Rio de Janeiro

O novo comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Mario Sergio de Brito Duarte, assumiu o cargo nesta quarta-feira (8) com a afirmação de que vai aumentar o policiamento ostensivo no Estado e que colocará nas ruas cerca de mil policiais que hoje se dedicam ao trabalho administrativo.

"Se conseguirmos que mil homens retomem as ruas já será muito bom", disse ele em sua primeira entrevista coletiva no cargo. "Precisamos devolver à polícia o seu o papel visível, de policiamento ostensivo, que é a sua vocação. O verdadeiro papel da polícia é de prevenção, de evitar que os delitos aconteçam. Devemos transformar estruturas de poder em estruturas de serviço público."

O coronel disse ainda que vai trocar 70% dos comandos dos batalhões do Estado; acelerar as investigações de denúncias contra policiais militares; estabelecer metas de atuação para os batalhões e ampliar o treinamento de policiais.

Os mil homens que serão disponibilizados com a redução da burocracia serão realocados para áreas consideradas mais perigosas do Estado e destacados para as unidades de policiamento pacificador instaladas em favelas do Rio.

"Essa é uma política consolidada e vamos fazer todo o esforço para ampliá-la", acrescentou o coronel. Segundo a Secretaria de Segurança fluminense, as favelas já foram "ranqueadas" para orientar a atuação da polícia.

Duarte afirmou ainda que vai buscar mais integração com a Polícia Civil, motivo de uma antiga discussão no Estado.

Burocracia
O coronel criticou os "sistemas burocráticos e excessivamente cartoriais" da PM, criados em época anterior à tecnologia, e destacou a importância de se modernizar os procedimentos. Ele anunciou que esta semana será feita uma "radiografia administrativa" da corporação e que os batalhões deverão apresentar planos para reduzir suas "gorduras burocráticas".

Os registros de ocorrência ainda são feitos em papel, o que impede uma troca de informações ágil entre as unidades policiais e os demais órgãos de segurança pública.

"Tenho certeza que não estou entrando com o pé na porta. Modernizar a corporação não é meter o pé na porta, mas a porta tem que ser aberta", disse o novo comandante da PM, que substitui o coronel Gilson Pitta.
Ampliar o efetivo de policiais nas ruas é considerado por Duarte uma das prioridades de curto prazo da nova gestão, repetindo o discurso do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, na terça-feira.

"É uma questão emergencial devolver à polícia a função de polícia visível e ostensiva. Temos que prevenir e evitar. Essa é uma função constitucional", destacou o coronel.

Uma das medidas mais polêmicas anunciadas por Duarte é a introdução da "meritocracia" para promoções na PM fluminense. Segundo ele, tempo de serviço não será mais garantia de ascensão na corporação.

Presente à cerimônia de posse, o governador Sérgio Cabral disse que a transição de comandos, que costuma ser um momento de tensão, se dá de forma pacífica e tranquila. "Uma instituição que se recicla sem perder a tradição tem mais credibilidade popular", afirmou o governador.

"Tenho certeza que esse jovem coronel saberá dar à instituição a reciclagem necessária sem perder a tradição. Ambas não são incompatíveis", declarou Cabral em discurso.

A nova mudança no comando da PM do Rio foi criticada pelo ex-comandante da corporação Ubiratan Ângelo, que foi o primeiro chefe da corporação na gestão Cabral.

"A minha percepção é que não há uma política de segurança. Em três anos já temos dois chefes de polícia e três comandantes de PM. Alguma coisa não está se adequando. A polícia atua de acordo com a estratégia da Secretaria de Segurança", declarou Ângelo.

*Com informações da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos