Sem-teto continuam acampados em frente ao apartamento de Lula

Flávia Albuquerque
Da Agência Brasil
Em São Paulo

Cerca de 200 membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), segundo cálculos da Polícia Militar, permanecem acampadas em frente ao prédio onde fica o apartamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, na ABC paulista. Os manifestantes iniciaram o protesto na tarde de ontem (8) e reivindicam ser incluídos no programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal.
  • Luciano Vicioni/AE

    Integrantes do MTST acamparam ontem em frente ao prédio de Lula



Eles também pedem a desapropriação de um terreno ocupado pelo grupo em Sumaré, ameaçado de despejo; a regularização fundiária do assentamento Anita Garibaldi, onde estão mais de 2 mil famílias; a resolução da situação das famílias do acampamento Carlos Lamarca; e a participação do governo federal nas negociações do MTST em todas as regiões onde o grupo está presente.

De acordo com o membro da coordenação estadual do MTST, Guilherme de Castro, os manifestantes permanecerão acampados em frente à residência de Lula até que o governo atenda as reivindicações. " Enquanto o governo não nos der atenção, vamos ficar aqui."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos