Holandeses presos em Natal com 181 cápsulas de cocaína no intestino são denunciados

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O Ministério Público no Rio Grande do Norte denunciou nesta quarta-feira os holandeses Dieudonné Jansen e Ferdinand Bisscheroux, que expeliram 181 cápsulas contendo mais de 2,3 quilos de cocaína depois de passarem por um exame de raio-x em Natal. Eles foram presos há um mês.

Os dois foram denunciados por tráfico internacional de entorpecentes, praticado em associação de pessoas, informou o Ministério Público do Rio Grande do Norte nesta quarta-feira.

Os estrangeiros traziam cocaína no intestino e foram presos em flagrante quando tentavam embarcar para Bruxelas. A Polícia Federal de Pernambuco ajudou nas investigações sobre Jansen. Os acusados chegaram ao Brasil através de voo de Bruxelas para Recife, com escala em Lisboa, Portugal.

A PF monitorou Jansen desde a chegada a Natal. Abordados pelos policiais, os holandeses alegaram ter vindo ao Brasil para comprar cabelos. Após exame de raio-x em um hospital, foi constatada a presença das cápsulas no intestino de ambos.

Os estrangeiros foram internados no Hospital Walfredo Gurgel sob vigilância da PF, onde expeliram 181 cápsulas. O laudo do exame de substância verificou que o conteúdo das cápsulas era cocaína, com peso total de 2.326,60 gramas.

A pena prevista para tráfico internacional de entorpecentes é de cinco a 15 anos de prisão. Por associação para a prática do tráfico, os holandeses podem ser condenados a entre três e dez anos de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos