Polícia de SP prende 11 acusados de pertencer ao PCC e encontra R$ 150 mil

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A Polícia Militar de São Paulo prendeu 11 pessoas nesta quinta-feira (16) acusadas de pertencerem à facção criminosa PPC (Primeiro Comando da Capital), entre elas Alexandre Campos dos Santos, o Jiló, foragido desde 2006 e condenado por homicídios e roubos. Também foram encontrados cerca de R$ 150 mil, além de um laboratório para refino de drogas.

Jiló, 31, é um dos suspeitos de ter se envolvido no sequestro do repórter Guilherme Portanova e do técnico Alexandre Coelho Calado, da Rede Globo. A ação levou a emissora a divulgar um manifesto do grupo na TV, pedindo melhorias no sistema carcerário paulista em troca da libertação dos dois.

De acordo com um dos policiais envolvidos na ação, uma equipe da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) recebeu a informação de um encontro do grupo para planejar assaltos na cidade.

A reunião aconteceu na favela Monte Azul, na zona sul da cidade, informou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Além do dinheiro, foram apreendidas duas armas e uma metralhadora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos