Aprovação de projeto de reforma universitária no Congresso é prioridade da UNE

Danilo Macedo
Da Agência Brasil
Em Brasília

Um dos principais objetivos da nova diretoria da União Nacional dos Estudantes (UNE), a ser eleita hoje, será a mobilização em torno da aprovação, no Congresso Nacional, do Projeto de Lei 5175, de 2009, que institui marco regulatório para a educação superior.

O projeto foi apresentado em maio pela UNE e, entre as propostas, está a implementação de um auxílio-estudantil de cerca de 3/5 do salário mínimo vigente para todos os estudantes carentes, de universidades públicas e privadas. O objetivo, de acordo com a atual presidente da entidade, Lúcia Stumpf, é custear material didático e outros gastos para manter o estudante de baixa renda na universidade.

"Para as universidades federais, o projeto prevê um orçamento fixo de R$ 400 milhões para construção de moradias estudantis e melhoria das estruturas dos Restaurantes Universitários (RU)", afirmou Lúcia à Agência Brasil. Outra bandeira da entidade, presente na proposta, é a defesa do direito das mulheres, como auxílio-creche e licença maternidade para as estudantes universitárias.

Durante a plenária final, realizada ontem (18), os delegados da UNE também aprovaram a necessidade de um plebiscito, em 2010, para que seja escolhido o posicionamento da entidade na próxima eleição presidencial. "A ideia é ter um projeto a ser defendido, e não um candidato", afirmou Lúcia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos