São Paulo e Rio registram mais sete mortes por gripe suína; total vai a 29 no Brasil

Do UOL Notícias* Em São Paulo



O site da Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro confirmou nesta quarta-feira a ocorrência de mais quatro mortes de pessoas infectadas pelo vírus influenza A (H1N1), todos na capital do Estado. No mesmo dia, a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo confirmou no a morte de três pessoas, elevando para 12 o número de vítimas no Estado. No país, já são 29 as mortes por gripe suína.

As quatro mortes confirmadas hoje no Rio de Janeiro são:

1 - Criança do sexo masculino, de 10 anos, que apresentava fator de risco. Óbito registrado em 14 de julho.
2 - Criança do sexo masculino, de 6 anos, faleceu em 15 de julho.
3 - Paciente gestante, de 29 anos, faleceu no dia 17 de julho, após apresentar quadro de pneumonia.
4 - Paciente do sexo feminino, de 39 anos, faleceu no dia 19 de julho.

O Estado do Rio de Janeiro totaliza cinco mortes até agora por influenza A. O primeiro foi uma mulher de 37 anos, morta no dia 13 de julho. O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil informou que investigou todos os contactantes desses casos e todas as medidas cabíveis foram tomadas.

Enquete: Como você avalia as informações que você tem visto sobre a gripe suína?

Em SP, a última vítima foi um bebê de um ano e meio, morador do Grande ABC, morreu no dia 18 de julho com insuficiência respiratória. Ele tinha histórico clínico de anemia. São Paulo já é o Estado que contabiliza maior número de mortos, ultrapassando o Rio Grande do Sul.

O município de Valinhos (SP), na região de Campinas, registrou a morte de uma mulher de 27 anos. A paciente foi internada no dia 14 e faleceu no dia 19, informou a assessoria de imprensa da Prefeitura. Outro óbito no município está sob investigação.

No início da tarde, a vigilância epidemiológica de Itapetininga (SP) confirmou a morte por gripe suína de um homem de 26 anos. Morador do Jardim Peri, zona norte da Capital, ele estava na estrada rumo à Sarapuí (SP), no último sábado, quando começou a sentir falta de ar.

Segundo a vigilância epidemiológica do município, o homem se dirigiu por volta das 16h30 ao Hospital Regional de Itapetininga passando muito mal, com um quadro de insuficiência respiratória e morreu cerca de uma hora depois de dar entrada. No período, ele foi atendido por vários médicos e tomou remédios, mas não resistiu.

A causa imediata da morte, de acordo com a vigilância epidemiológica, foi insuficiência respiratória. Os exames que confirmaram que ele possuía gripe suína foram entregues nesta manhã.

A mãe do rapaz afirmou que ele havia passado por vários hospitais de São Paulo, mas em nenhum deles diagnosticaram gripe suína, e sim pneumonia. A vítima era sadia e não pertencia ao grupo de risco, segundo a vigilância.

De acordo com a Ministério da Saúde, o Brasil tem 1.175 casos confirmados de gripe suína desde 28 de junho, quando foi confirmado o primeiro caso no país. São Paulo tem a maioria dos casos (512), seguido por Rio Grande do Sul (135) e Rio de Janeiro (128).

As 25 mortes foram confirmadas em São Paulo (12), no Rio Grande do Sul (11), Paraná (1) e Rio de Janeiro (5).

*Com informações da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos