Justiça mantém recebimento de denúncia contra delegado Protógenes Queiroz

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A Justiça Federal de São Paulo informou nesta segunda-feira (27) que negou um pedido do Ministério Público Federal (MPF) para anular o recebimento da denúncia contra o delegado Protógenes Queiroz e o agente federal Amadeu Ranieri Bellomusto, por violação de sigilo funcional e fraude processual durante a Operação Satiagraha.

Em maio, o MPF denunciou Protógenes por vazar informações da Satiagraha para a TV Globo e por fraude processual. A operação da Polícia Federal apurou crimes financeiros cometidos pelo banco Opportunity, do empresário Daniel Dantas.

No pedido, o MPF alegava ausência de notificação prévia dos acusados e requeria a anulação do recebimento da denúncia. No entanto, o juiz federal Ali Mazloum, da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, decidiu que na ocasião da denúncia o MPF pedia a citação dos acusados sem nada mais requerer.

Na mesma decisão, o juiz determinou que a autoridade policial adote medidas urgentes para garantir aos advogados de Luiz Roberto Demarco Almeida pleno acesso ao inquérito que investiga possíveis telefonemas entre as suas empresas e Protógenes.

Mazloum também negou o pedido dos advogados de Dantas, do advogado Luiz Eduardo Greenhalgh e do consultor Humberto José da Rocha Braz para atuarem como assistentes do MPF no caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos