Mais duas mortes pela gripe suína são confirmadas em SP

Do UOL Notícias* Em São Paulo

Mais duas mortes por gripe suína foram confirmadas no Estado de São Paulo nesta quarta-feira, pelos órgãos municipais das cidades de Campinas e São Caetano. A Secretaria Estadual de Saúde, no entanto, não confirma se os novos casos já estão entre os 27 divulgados no último balanço de ontem.

Em Campinas, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, uma mulher de 48 anos, que estava internada desde o dia 22 de julho, morreu na segunda-feira. Ela tinha uma doença que comprometia o sistema imunológico, o que a inclui no grupo de risco. É a segunda morte registrada na cidade por infecção da gripe suína.

Já a Prefeitura de São Caetano confirmou a primeira morte de um morador da cidade em decorrência da gripe suína. Trata-se de um homem de 38 anos, que morreu na manhã de hoje no Hospital Estadual Mário Covas, na cidade de Santo André.

A Prefeitura também informou que está investigando se uma outra moradora da cidade, que morreu na madrugada de hoje no Hospital Santa Cecília, em São Paulo, estava contaminada pela gripe suína. Até o momento, sete casos de gripe suína foram constatados na cidade.

Férias prorrogadas

Os governos do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul decidiram nesta quarta prorrogar o recesso escolar de inverno para evitar o avanço da nova gripe. São Paulo já havia prorrogado as férias dos alunos na terça-feira.

No Rio de Janeiro, as aulas só serão retomadas no dia 10 de agosto. O retorno estava programado para a próxima segunda-feira. A decisão, que afeta 1,5 milhão de alunos, será reavaliada no dia 5 de agosto pelas autoridades do setor.

Nos últimos dias, três grávidas morreram no Rio com suspeita de terem contraído a gripe suína. A nova doença já fez ao menos cinco vítimas no Estado.

No Rio Grande do Sul, o recesso foi estendido até dia 17 de agosto. O retorno de 1,2 milhão de alunos estava programado para o dia 3. "Sabemos que a postergação do recesso não vai influenciar na diminuição significativa do número de casos, mas vai retardar a velocidade da transmissão", afirmou o secretário de Saúde gaúcho, Osmar Terra, em comunicado. O Estado teve até o momento 19 mortes pela nova doença.

Na terça-feira, o governo de São Paulo já havia adiado o reinício das aulas para cerca de 5,5 milhões de estudantes da rede estadual, mesma medida adotada pela prefeitura da capital, afetando outros 1,1 milhão de alunos.

Outras cidades paulistas afetadas pela doença já haviam decidido pelo adiamento do retorno às aulas, e as universidades USP, Unesp, Unicamp, Unifesp, Mackenzie e Estácio de Sá também prorrogaram as férias de seus alunos.

O Paraná, com quatro mortes, e a Paraíba, com uma vítima, não fizeram restrições para o reinício do semestre letivo até o momento.

O Ministério da Saúde recomendou aos alunos com sintomas de gripe que evitem retornar às aulas até estarem totalmente recuperados.

Com informações da Reuters, Folha Online e Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos