Sobe para 60 o número de mortos pela gripe suína no país

Do UOL Notícias* Em São Paulo

Mais quatro mortes por gripe suína foram confirmadas no Brasil nesta quarta-feira: duas no Estado de São Paulo e duas no Rio Grande do Sul. No total, a doença já fez 60 vítimas no país até o momento, sendo 29 em São Paulo, 21 no Rio Grande do Sul, cinco no Rio de Janeiro, quatro no Paraná e uma na Paraíba.

No Rio Grande do Sul, as vítimas são uma mulher de 28 anos, portadora de síndrome de Down, e um homem de 42 anos, auxiliar de escritório. Eles não apresentavam nenhuma outra doença que comprometesse o sistema imunológico. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, ambos eram moradores de Passo Fundo e os óbitos ocorreram no dia 22 deste mês, no Hospital São Vicente de Paulo.

Em Campinas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, uma mulher de 48 anos, que estava internada desde o dia 22 de julho, morreu na segunda-feira. Ela tinha uma doença que comprometia o sistema imunológico, o que a inclui no grupo de risco. É a segunda morte registrada na cidade por infecção da gripe suína.

Já a Prefeitura de São Caetano confirmou a primeira morte de um morador da cidade em decorrência da gripe suína. Trata-se de um homem de 38 anos, que morreu na manhã de hoje no Hospital Estadual Mário Covas, na cidade de Santo André.

A Prefeitura também informou que está investigando se uma outra moradora da cidade, que morreu na madrugada de hoje no Hospital Santa Cecília, em São Paulo, estava contaminada pela gripe suína. Até o momento, sete casos de gripe suína foram constatados na cidade.

As duas mortes em São Paulo ainda não foram confirmadas pela Secretaria Estadual da Saúde.

Férias prorrogadas

O reinício das aulas de mais de 11 milhões de alunos em quatro Estados brasileiros foi adiado para tentar frear a disseminação do vírus H1N1 entre alunos e professores.

Os governos do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul decidiram nesta quarta-feira prorrogar o recesso escolar de inverno para evitar o avanço da nova gripe. São Paulo já havia prorrogado as férias dos alunos na terça-feira.

No Paraná, que já registrou quatro mortes, o sindicato das escolas particulares decidiu suspender todas as atividades até o dia 10 de agosto. A Secretaria da Educação, no entanto, não fez alterações no calendário escolar da rede pública.

A Paraíba, com uma vítima, não fez nenhuma restrição para o reinício do semestre letivo até o momento.

O Ministério da Saúde recomendou aos alunos com sintomas de gripe que evitem retornar às aulas até estarem totalmente recuperados.

Com informações da Reuters, Folha Online, Agência Brasil e Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos