Paraná confirma 180 casos de gripe suína e quatro mortes causadas pela doença

Lúcia Nórcio Da Agência Brasil Em Curitiba

O último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Paraná confirma 180 casos de influenza A (H1N1) - gripe suína - e quatro mortes causadas pela doença no estado. Para evitar a transmissão do vírus Influenza H1N1 em locais de aglomeração de pessoas, o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe-PR) recomendou a prorrogação das férias ou a paralisação das atividades nos estabelecimentos que já iniciaram as atividades do segundo semestre letivo, com retorno previsto para dia 10 de agosto. A data poderá ser adiada se houver necessidade.

O sindicato representa cerca de 2 mil escolas de todo o estado. As secretarias de Educação e da Saúde de Curitiba também decidiram adiar para o dia 10 o retorno das aulas de creches e escolas municipais, que começariam no dia 4, atingindo aproximadamente 110 mil alunos de 175 escolas municipais e 30 mil crianças de 168 creches.

Autoridades da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba estão recomendando às escolas estaduais e particulares e a cursinhos pré-vestibulares que suspendam suas atividades temporariamente para reduzir os riscos de contaminação. Algumas universidades e faculdades já decidiram suspender as aulas. A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) foi uma das primeiras a decidir pela paralisação das atividades até o dia 9, nos quatro campi da instituição: Curitiba, São José dos Pinhais, Londrina e Toledo.

Para evitar transmissão do vírus em ambientes fechados, a prefeitura de Curitiba encaminhou ofício às empresas de transporte coletivo e aos motoristas de ônibus pedindo que os veículos circulem com as janelas abertas ou semiabertas. Dos 180 casos da doença confirmados, 111 são na capital paranaense.

A Justiça do Trabalho também suspendeu todas as audiências marcadas no Fórum Trabalhista de 1º Grau de Curitiba até o dia 7, a fim de evitar aglomerações. Pelo menos 2 mil pessoas passam diariamente pelo Fórum Trabalhista de Curitiba. A orientação é que elas busquem informações sobre os processos por telefone e só compareçam ao fórum quando for imprescindível.

Segundo a Justiça do Trabalho, as audiências serão agendadas novamente, em horários especiais, conforme a pauta de cada vara.

Os exames de diagnóstico da doença em pacientes que moram no estado estão sendo realizados pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen-PR), o quarto do país a fazer esse tipo de teste e o primeiro a ser descentralizado. Ontem (29), foram divulgados os primeiros resultados analisados pelo laboratório, de 145 amostras.

Em 16 de julho, o Lacen deixou de enviar à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) as amostras de casos que não são considerados graves. Ao todo, 1.253 exames serão processados pelo Lacen nos próximos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos