Amazônia Legal tem 578 km² de áreas desmatadas em junho, diz Inpe

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizado às 12h04

O sistema de alerta do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) identificou 578,6 km² de focos de processo de desmatamento na Amazônia Legal no mês de junho. O número é superior à área total da cidade de Porto Alegre. A maior parte das áreas desmatadas estão no Pará, somando 330 km². No Mato Grosso, as áreas desmatadas chegaram a ocupar 181 km².

Rondônia é o terceiro Estado com maior extensão de áreas desmatadas: 41 km². Amazonas teve 16 km² identificados e o Maranhão, 5 km². Devido às nuvens, o sistema do Inpe não conseguiu visualizar a maior parte dos territórios de Roraima e Amapá.

Em maio, o desmatamento na Amazônia Legal atingiu uma área de 123 km². No entanto, de acordo com o Inpe, a comparação entre junho e maio não é precisa, porque a cobertura de nuvens é diferente em cada mês, o que impede que os satélites visualizem sempre as mesmas áreas para compará-las.

Junho marca o início do período seco na Amazônia, o que aumenta o risco de queimadas e novos desmatamentos. Em relação ao resultado de junho de 2008, quando o Inpe registrou 870 km² de área devastada, houve queda de 33%.

De agosto de 2008 até junho de 2009, o Deter registrou 3.538 km² de desmatamento na Amazônia Legal. No período anterior (agosto de 2007 a junho de 2008), a área devastada foi de 7.822 km².

O Inpe monitora mensalmente tendências de desmatamento na região através de fotos de satélite. A medição considera as áreas que sofreram corte raso (desmate completo) e as que estão em degradação progressiva. O sistema serve de alerta para as ações de fiscalização e controle dos órgãos ambientais.

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, deve comentar os dados do relatório na tarde desta terça-feira (4).

* Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos