Ministério da Saúde confirma 2.959 casos e 96 mortes por gripe A; gestantes somam 14

Do UOL Notícias Em São Paulo

O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (5) 2.959 casos confirmados de influenza A (H1N1) informados pelas secretarias estaduais e municipais de saúde entre 25 de abril e 1 de agosto. As mortes computadas até 1 de julho já somam 96, de acordo com o último boletim.

As mulheres representam 54,2% das mortes (52), sendo que 14 deles eram gestantes. Segundo o ministério, a gestação e as doenças cardíacas e neurológicas são os principais fatores de risco entre os casos graves.

São 38 mortes em São Paulo, 28 no Rio Grande do Sul, 15 no Paraná, 14 no Rio de Janeiro e uma na Paraíba. Mortes informadas depois disso serão registradas na próxima nota.

Das pessoas infectadas pelo novo vírus, 2.115 (71,5%) apresentaram sintomas leves e 844 (28,5%) tiveram febre, tosse e dificuldade respiratória -- sintomas compatíveis com a definição de síndrome respiratória aguda grave (SRAG).

A taxa de mortalidade da doença em relação ao número de casos graves, portanto, é de 11,4%. O Ministério da Saúde ressalta, no entanto, que o índice, de acordo com o novo protocolo, não é mais utilizado como parâmetro para monitorar a doença, porque casos leves não são mais notificados, exceto em surtos, por recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O boletim reforça que o grupo de risco da doença é formado por: gestantes, crianças com menos de 2 anos ou adultos com mais de 60, doentes que apresentem sistema imunológico debilitado, como pacientes com câncer e Aids, ou que tomem regularmente medicamentos que provoquem essa debilidade. Pessoas com doenças crônicas preexistentes, como problemas cardíacos (por exemplo, arritmias), pulmonares (por exemplo, bronquite e asma), renais (por exemplo, pessoas que fazem hemodiálise), e sanguíneos (por exemplo, anemia e hemofilia) ou tenham diabetes, hipertensão e obesidade mórbida também são mais suscetíveis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos