Governo de SP recomenda restrição de trabalho a grávidas por causa da nova gripe

Do UOL Notícias Em São Paulo

A Secretaria da Saúde de São Paulo definiu restrições para as grávidas que trabalham no serviço público estadual devido à nova gripe A (H1N1). Segundo nota divulgada nesta terça-feira (11), o governo estadual recomenda que "hospitais e demais serviços de saúde, das redes pública e privada, efetuem a transferência temporária de funcionárias grávidas para outros setores, cujas atividades sejam de menor risco e onde não haja contato com pacientes portadores de síndrome gripal".

Temporão confirma 192 mortes e defenda distribuição de remédio controlada


Também estabelecimentos de ensino, como escolas, centros de educação infantil e creches, devem transferir temporariamente as gestantes para outros setores que não deixem as grávidas em contato com alunos que eventualmente tenham a doença. "A Secretaria recomenda, ainda, que na impossibilidade de transferência, as instituições estudem alternativas legais de afastamento temporário das gestantes", diz ainda a nota.

Dos 69 óbitos registrados pela nova gripe no Estado até o dia 7 de agosto, 13 foram de mulheres grávidas. O Estado ressalta, na nota, que as medidas estão sendo tomadas porque as gestantes representam o grupo de maior risco da doença.

A secretaria recomenda ainda que os demais estabelecimentos, de qualquer tipo, devem adotar medidas para reduzir o risco de infecção de funcionárias grávidas. Isso inclui minimizar a exposição dessas mulheres a pessoas com gripe e fornecer medidas preventivas, como higienização das mãos, limpeza e ventilação do ambiente.

O governo diz que "estuda o motivo pelo qual a mortalidade tem sido alta entre as gestantes", mas aponta que um dos possíveis fatores é a redução da imunidade causada pela gestação em si, além da diminuição da capacidade pulmonar - principalmente nos três últimos meses de gestação, finaliza a nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos