Anvisa pede que médicos monitorem bebês e grávidas medicadas com Tamiflu

Da Agência Brasil Em Brasília

Os profissionais de saúde devem monitorar as pacientes grávidas e as crianças menores de um ano que estejam sob a medicação de Tamiflu (Oseltamivir). O remédio é usado no tratamento dos casos de influenza A (H1N1) - gripe suína, de acordo com o alerta da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Ainda não existem dados suficientes do uso deste medicamento para uma avaliação definitiva quanto a sua segurança nesses dois tipos de pacientes. O Tamiflu deve ser utilizado por gestantes apenas se o benefício justificar o risco potencial para o feto, e a avaliação deverá ser feita pelo médico responsável, segundo a Anvisa.

Para as crianças até um ano de idade, a agência recomenda que os médicos façam uma avaliação nas primeiras 48 horas e 30 dias após o uso da primeira dose. As mulheres grávidas devem ser avaliadas no mesmo intervalo e em até 30 dias após o parto.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registrou, até o dia 8 de agosto, 192 mortes em decorrência da influenza A (H1N1) - gripe suína, 28 delas as vítimas eram gestantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos