PF prende 17 pessoas envolvidas em ações fraudulentas na Receita

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A Polícia Federal (PF) prendeu na sexta-feira (21) 17 pessoas durante a operação Duty Free, deflagrada para desmantelar uma quadrilha formada por advogados, empresários e servidores públicos, especializada em crimes ligados à área do comércio exterior, de acordo com a divisão de comunicação social da PF.

O grupo atua em oito municípios do Espírito Santo e na capital paulista. A PF busca prender ainda um empresário de São Paulo, segundo o delegado Wallace Pontes. Também foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão a documentos na operação, que mobiliza 200 policiais.

As investigações tiveram início em fevereiro de 2009 e revelaram que o grupo conseguia, com ajuda de dois servidores da Receita Federal, facilidades e agilidade em processos de importação, prestação de consultorias e reiteradas interposições fraudulentas, em troca de dinheiro e outras vantagens, como informações sigilosas.

A quadrilha também se beneficiou de um contrato firmado com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santos (Bandes), além de fraude em licitação com uma prefeitura do interior do Estado, de acordo com a PF.

Os presos responderão pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e ativa, advocacia administrativa e contrabando e descaminho. As penas podem chegar a 46 anos de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos