Justiça condena mãe que matou a própria filha em Belo Horizonte

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A Justiça de Minas condenou a quatro anos e quatro meses de prisão - em regime semi-aberto - uma doméstica acusada de homicídio qualificado contra a própria filha.

A decisão é do Tribunal do Júri de Belo Horizonte. Segundo a denúncia do Ministério Público, a acusada esfaqueou e matou a filha pelas costas em janeiro de 2007. O crime ocorreu no bairro Caiçara, regional Noroeste de Belo Horizonte.

Os jurados reconheceram o homicídio culposo praticado em razão de "violenta emoção" e condenaram a doméstica.

Considerando o agravante de a doméstica ser mãe da vítima, inicialmente a pena foi de seis anos de prisão. Mas, em seguida, o juiz reduziu a pena, já que ela é ré primária e tem bons antecedentes.

O juiz lembrou ainda o comportamento da vítima, que consumia álcool em excesso, situação que provocou, no dia do crime, um desentendimento dela com os pais, que não a queriam bebendo na rua.

Para o juiz, trata-se de "uma autêntica tragédia familiar, que a todos impõe a reflexão acerca dos malefícios do álcool e da necessidade de se desenvolverem atitudes preventivas no seio familiar". O juiz disse também que "o estímulo à bebida leva à droga, que leva ao crime, que a todos amedronta".

Por ser de 1ª Instância, a doméstica poderá recorrer da decisão em liberdade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos