Justiça condena município do Rio por trocar corpos em hospital público

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou o município carioca a pagar R$ 20 mil de indenização, por danos morais, a Paulo César do Nascimento, depois que o corpo do pai dele - morto em setembro de 2004 - foi trocado por funcionários do Hospital do Andaraí (zona norte) e levado equivocadamente para o Instituto Médico Legal.

"Não pairam dúvidas que o dissabor experimentado pelo autor ultrapassou os limites do mero aborrecimento não indenizável, caracterizando, portanto, a lesão moral, por ter velado corpo de um estranho", afirmou a desembargadora Sirley Abreu Biondi, relatora do processo.

Na ação, Paulo César afirma que o pai foi internado no Hospital do Andaraí, onde morreu após complicações de diabetes. Segundo ele, no mesmo dia, morreu também Pedro Gonçalves Filho, vítima de queda de um edifício.

Devido a semelhança dos nomes, os funcionários do hospital trocaram os corpos e levaram o corpo de Pedro do Nascimento Filho ao IML para realizar de necropsia, ao invés de levar o corpo de Pedro.

Paulo César descobriu a troca dos corpos somente no momento do sepultamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos