Incidência de tuberculose cai; Brasil terá novo tratamento para a doença

Do UOL Notícias Em São Paulo

Balanço divulgado nesta segunda-feira (31) pelo Ministério da Saúde mostra queda na taxa de detecção de tuberculose no país. A incidência da doença passou de 51,44 por cada grupo de 100 mil habitantes, em 1999, para 37,12, em 2008.

Segundo o ministério, a queda se deve à priorização no combate da doença que, desde 2003, entrou na lista de prioridades do ministério. Em números absolutos, o Brasil registrou 82.934 novos casos no final da década passada, contra 70.379 no ano passado. A taxa de mortalidade também caiu, de 3,62 para 2,38 por 100 mil habitantes, o que corresponde a uma diminuição de 34,25% entre 1999 e 2007.

"Outro ponto positivo foi a descentralização das ações de atenção ao paciente, que fez com que mais municípios assumissem seu papel no controle da doença", afirmou o coordenador do Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT), Draurio Barreira.

Até o final deste ano, o ministério informa que o Brasil contará com um novo esquema terapêutico para tratar a doença. O novo medicamento é o DFC (dose fixa combinada) ou "quatro em um", como é popularmente conhecido. O número de drogas aumentará de três para quatro em um mesmo comprimido e, assim, a quantidade de doses diárias é reduzida.

Ainda em setembro, o Ministério da Saúde receberá o primeiro lote do produto, com 20 milhões de comprimidos, quantidade suficiente para tratar os mais de 70 mil novos casos da doença.

Perfil
No Brasil, 70% dos casos estão concentrados em 315 dos 5.565 municípios. As maiores incidências estão nos Estados do Amazonas (68,93 por 100 mil), Rio de Janeiro (66,56), Pernambuco (47,69), Pará (43,05) e Ceará (42,60). A região Centro-Oeste é a que apresenta as menores taxas do país -em Goiás, são 13,88 por 100 mil habitantes. No Distrito Federal, 13,82 por 100 mil.

A incidência entre os homens (cerca de 50 por 100 mil) é o dobro do que entre as mulheres. Já as populações mais vulneráveis são as indígenas (incidência quatro vezes maior do que a média nacional); portadores de HIV (30 vezes maior); presidiários (40 vezes maior); e moradores de rua (60 vezes maior). No entanto, há ocorrências em todos os segmentos da sociedade, independente da renda ou da escolaridade.

A tuberculose é uma doença transmitida pelo ar causada pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis) que afeta vários órgãos do corpo, mas principalmente os pulmões. Os principais sintomas são tosse prolongada, cansaço, emagrecimento, febre e sudorese noturna.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos