Guardas metropolitanos de SP suspendem greve por 20 dias

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizada às 20h04

Após participarem de audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), guardas civis metropolitanos de São Paulo decidiram na tarde desta terça-feira (1º), em assembleia realizada em frente ao Teatro Municipal, suspender a greve pelos próximos 20 dias, segundo o diretor do Sindguardas (Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo) Ronaldo Gonçalves. A continuação ou não da greve será discutida em assembleia no próximo dia 22.

Greve de coveiros na BA

Por falta de pagamento, os coveiros que trabalham nos dez cemitérios municipais de Salvador e ilhas que pertencem à capital baiana entraram em greve, suspendendo, desde segunda-feira (31), a abertura de covas para a realização de enterros. A categoria alega que há mais de dois meses não recebe salários


Os guardas concordaram com a proposta de acordo sugerida pelo TRF, na qual a prefeitura se comprometeria a retirar as punições aos trabalhadores, caso eles suspendessem a paralisação. Pelo acordo, os advogados do sindicato e da prefeitura terão cinco dias para defender os interesses das partes e buscar um entendimento.

Os guardas exigem reajuste no salário, cujo piso atual é de R$ 534, e melhorias nas condições de trabalho. A greve, que durou oito dias, foi a primeira na história da categoria em 23 anos de existência. Nos dez dias de suspensão da greve, os trabalhadores utilizarão tarjas pretas nos punhos para protestar contra a prefeitura.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou na sexta-feira (28) o fim da greve, prevendo multa de R$ 100 mil ao Sindguardas e de R$ 100 mil à Associação de Guardas Civis Municipais por dia de greve.

Apesar de realizarem atos quase que diários em frente à Prefeitura de São Paulo, os guardas não foram recebidos pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM), que afirmou que só abrirá negociação se os profissionais acabassem com a paralisação. Segundo o Sindguardas, a prefeitura alega que não há recursos disponíveis para o aumento salarial.

Reivindicações da Guarda Civil Metropolitana
Cabe à Guarda Civil Metropolitana proteger bens, serviços, instalações do município - como escolas, prédios públicos, ginásios, estádios, parques municipais e áreas ambientais -, fiscalizar vendedores ambulantes, prestar apoio a agentes públicos, entre outras tarefas. Muitas vezes, realizam atividades com alto grau de insalubridade e periculosidade.

O piso salarial dos guardas civis metropolitanos é de R$ 534. Os trabalhadores recebem ainda uma "gratificação", prevista em lei, correspondente a 60% do piso - o que equivale a R$ 320 -, por trabalharem nos finais de semana e à noite.

Segundo Clóvis Roberto Pereira, diretor do Sindguardas, a média salarial da categoria gira em torno de R$ 1.400, somando salário e gratificações e, quanto mais tempo permanecem na função, maior é o aumento no salário.

"Mas a maioria dos guardas recebe bem menos do que isso, porque os salários dos cargos de comando elevam a média. Um comandante, por exemplo, ganha R$ 13 mil por mês", diz Pereira.

A categoria reivindica o aumento do piso salarial para R$ 645, alegando que esse valor é pago para todos os outros funcionários municipais, e a elevação da gratificação para 140% do piso, segundo Pereira, baseado em um cálculo que considera todos os riscos a que os guardas estão sujeitos no dia-a-dia.

Se as exigências dos trabalhadores fossem integralmente atendidas pela prefeitura, o menor salário de um guarda seria de R$ 1.548, um pouco mais do que três salários mínimos. O diretor do sindicato afirma que o salário dos guardas na capital é bem menor, se comparado aos de outras cidades da Grande São Paulo. "O piso de outros municípios da região metropolitana é de, em média, R$ 1.700."

Segundo Pereira, também é necessário que a prefeitura aumente o efetivo de guardas dos atuais 6.520 para 15 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos