Secretaria de Segurança de SP cria programa para combater roubos a condomínios

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Os roubos a condomínios passam a ser objeto de um programa policial específico da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo a partir desta terça-feira (2). Foi publicada no Diário Oficial a criação do Programa de Prevenção e Repressão de Roubos a Condomínios, que cria procedimentos unificados para o combate a essa modalidade criminosa.

O novo programa determina que todas as ocorrências em condomínios da capital sejam repassadas à Divisão de Investigações sobre Crimes Contra o Patrimônio, subordinada ao Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), mesmo que o roubo tenha sido cometido em um único imóvel.

No último assalto em São Paulo, realizado no dia 25 de agosto, um grupo de criminosos fez um arrastão em um prédio na Vila Ipojuca, região da Lapa (zona oeste). De acordo com reportagem publicada pela Folha de S.Paulo no último dia 20, só 6 dos 32 roubos a condomínios ocorridos neste ano no Estado foram elucidados, segundo o secretário da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto.

Os casos em que a vítima for abordada do lado externo do conjunto, com o objetivo de facilitar a entrada do assaltante no condomínio, também devem ser repassados à divisão, além das denúncias anônimas feitas no Disque-Denúncia, através do número 181.

A comunicação dos crimes em conjuntos residenciais também deverá seguir para a Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da Secretaria da Segurança Pública, que irá alimentar um banco de dados com as informações das ocorrências.

"Esse programa inverte a lógica do trabalho policial contra crimes em condomínios, criando ações pró-ativas das polícias na prevenção e repressão dessa modalidade criminal", disse Waldomiro Milanesi, delegado titular da Divisão de Investigações sobre Crimes Contra o Patrimônio.

Os pontos críticos identificados pelos dados da CAP irão delimitar áreas onde os policias civis e militares irão intensificar o policiamento. Em casos ocorridos nos últimos 30 dias, as viaturas policiais vão circular com informações sobre o roubo, descrição dos autores, objetos subtraídos e eventuais veículos usados, além de outras informações que ajudem na detenção dos suspeitos.

A Academia de Polícia Civil irá promover ainda curso aos policiais do Departamento de Polícia Judiciária da Grande São Paulo (Demacro) e do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter) para proporcionar treinamento especializado no combate aos crimes em condomínios. De acordo com a resolução, o prazo para início do curso é de 45 dias.

No treinamento, serão enfatizados pontos como coleta de indícios, providências para o registro do boletim de ocorrência, procedimentos especiais de investigação, além da metodologia no trabalho investigativo de roubo a condomínios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos