"Situação é desesperadora", diz prefeito de Guaraciaba (SC)

Ana Sachs
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizada às 19h51

Moradores do município de Guaraciaba, a 700 km de Florianópolis (SC), atingido por um forte vendaval e tempestade que deixou quatro pessoas mortas e 89 feridas na madrugada desta terça-feira (8), segundo o Corpo de Bombeiros local, relataram desespero e caos na cidade.

"A situação é deseperadora, parece coisa de filme", disse Ademir Zimmerman, o prefeito da cidade que tem 10.604 habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). "Há muitas árvores caídas, casas e galpões destruídos", relatou. A prefeitura declarou estado de calamidade pública nesta terça-feira.

O prefeito fez nesta tarde uma visita às regiões afetadas. De acordo com ele, a comunidade Linha Welter, onde moram cerca de 100 pessoas, foi uma das mais atingidas. "Não sobrou nada. A igreja, a escola, o salão, as casas, tudo foi destruído."

No momento, os desabrigados estão alojados em salões comunitários, segundo Zimmerman. O sargento Lauri Silvestre Kunz, comandante corpo de bombeiros de Guaraciaba, disse que estão sendo distribuídas lonas e colchões para as populações atingidas, e as prefeituras vizinhas e moradores da cidade estão se mobilizando para doar alimentos. De acordo com ele, "uma ou outra propriedade rural podem estar isoladas".

Amanhã, ele espera começar os trabalhos de reconstituição dos locais atingidos. "Choveu o dia todo, o que atrapalhou a gente hoje", afirmou.

No centro da cidade, onde o estrago foi menor, mas muitas casas foram destelhadas, moradores locais também ajudam os atingidos com lonas, afirmou Dilo Moser, que faz parte da diretoria do hospital São Lucas.

Tragédia no oeste de SC

  • Arte UOL


Ele estava em sua casa com a mulher e o filho, quando a tempestade começou, por volta das 21h30 de ontem. "Foi apavorante, muito vento e granizo. Imagina o susto em uma situação dessas, você só fica aguardando que o telhado seja arrancado e você não tenha onde se refugiar", contou. Segundo ele, o temporal mais forte durou cerca de uma hora.

Moser contou ainda que há uma "quantidade enorme de pessoas feridas", e falta energia elétrica e água em muitos locais. "Imagino que leve um longo período para se recuperar o município. A maioria das casas teve algum estrago."

No total, 16 comunidades foram atingidas, sendo as mais afetadas as de Delta, 24, Linha Flores e Guataparema. De acordo com o prefeito, tanto construções de madeira quanto de alvenaria vieram abaixo, além de postes de luz que foram derrubados, tornando a situação bastante perigosa.

Ainda não há informações do número total de desabrigados e de casas que foram destruídas.

De acordo com Zimmernan, também não há confirmação de que o tornado que afetou a província de Missiones, na Argentina, foi o mesmo fenômeno que causou os estragos em Santa Catarina. "Mas pelo que parece, foi sim. O ventos tinham entre 130 a 150 km/h", afirmou.

Chuva intensa provoca mortes no interior de Santa Catarina



No hospital São Lucas havia mais de 10 pessoas internadas na tarde de hoje devido ao vendaval, segundo a enfermeira Tânia Procknow. Ela disse que muitos dos atingidos chegaram bastante machucadas, com suturas e fraturas. "Ele chegavam apavorados. Tinha o lado emocional também, diziam que tinham perdido tudo, sua casa toda e não tinham mais nada", contou. "Os relatos foram de uma situação de desespero. Muitos disseram ter visto pessoas voarem por 200 metros."

Quatro mortes foram confirmadas até o momento, sendo duas mulheres, um homem e uma criança de 9 anos. Dos 89 feridos, 40 seguem hospitalizados, de acordo com a Defesa Civil Estadual. Além do hospital São Lucas, as cidade de Chapecó e São Miguel receberam os atingidos pela tempestade.

Os municípios de Anchieta, Paraíso e São José de Cedro também foram atingidos, mas com menos gravidade, de acordo com a Prefeitura de Guaraciaba.

Segundo nota da Defesa Civil Estadual, as fortes chuvas e ventos que atingiram Santa Catarina na madrugada desta terça-feira afetaram 45 municípios do Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos