SC tem 138 feridos após chuvas; 60 casas são destruídas e aulas são suspensas em Guaraciaba

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

"Situação é desesperadora", diz prefeito de Guaraciaba

"Há muitas árvores caídas, casas e galpões destruídos. Parece coisa de filme", disse Ademir Zimmerman, o prefeito da cidade que tem 10.604 habitantes

A Defesa Civil de Santa Catarina divulgou nesta quarta-feira (9) balanço que revela que aumentou o número de feridos por conta dos vendavais que atingiram o Estado na madrugada de ontem. Foram registrados 138 feridos, com a morte de quatro pessoas, em 46 municípios catarinenses atingidos pelas fortes chuvas e ventos.

Do total de feridos, mais de 40 estão hospitalizados e 70% das residências foram danificadas pelo provável tornado que se abateu sobre a região. Seis municípios já decretaram situação de emergência: Santa Terezinha do Progresso, São Domingos, Vargeão, Vargem Bonita, Dionísio Cerqueira e Ipuaçu. No oeste do Estado, o município de Caçador comunicou o destelhamento de 230 residências, enquanto Abelardo Luz sofreu com a forte chuva de granizo que provocou prejuízos em pelo menos 2.012 edificações.

O município de São Domingos estava sem comunicação, enquanto a localidade de Campina da Alegria, no município de Vargem Bonita, sofre com a falta de água e energia elétrica, verificando o destelhamento de 206 edificações. O município de Ipuaçu estava sem energia e com registros de destelhamento de casas e queda de árvores.

O município de Coronel Martins estava sem comunicação e energia elétrica, com destelhamento e queda de árvores. Monte Castelo informou aos técnicos da Defesa Civil Estadual a existência de cerca de 106 edificações atingidas, com pelos menos dois feridos, sendo uma vítima de enfarte e 40 desalojados.

Penha, na foz do rio Itajaí-Açu estava sem água e sem eletricidade, além de contar com 411 edificações atingidas pelo vendaval. Em Blumenau, no Vale do Itajaí, foram verificados destelhamentos, quedas de árvores e o desabamento de um galpão da empresa Auto Viação Catarinense.

Guaraciaba
O município de Guaraciaba (SC), um dos atingidos pelo temporal na última segunda-feira (7) registra até o momento 60 casas completamente destruídas pela chuvas e pelo vento, que chegaram a 100 quilômetros por hora na região. A prefeitura informou hoje (9) que as aulas na cidade estão suspensas por tempo indeterminado.

Chuva faz represas de SP alcançarem maiores níveis dos últimos anos

A chuva que atingiu São Paulo nesta terça-feira (8), a maior do ano, contribuiu para que as duas principais represas que abastecem a população da Grande São Paulo alcançarem o maior nível nos últimos anos para o mês de setembro, segundo a Sabesp.


A decisão se deve aos estragos nas próprias escolas e também ao difícil acesso de veículos, inclusive os que fazem o transporte escolar. A direção dos colégios pediu aos professores que, durante o período fora da sala de aula, se disponibilizem a ajudar as famílias atingidas pelo temporal.

Os professores e as demais pessoas que quiserem atuar como voluntários devem procurar os centros de informações e apoio na prefeitura, no Corpo de Bombeiros, no Centro de Convivência dos Idosos ou no Ginásio de Linha Caravaggio, onde estão os desabrigados.

Levantamento preliminar indica que a chuva prejudicou 170 famílias em Guaraciaba. Além das 70 casas completamente destruídas, 110 tiveram o telhado danificado. Além dos fortes ventos, o município registrou queda de granizo na última segunda-feira.

Ontem (8), o prefeito da cidade, Ademir Zimmermann, decretou situação de calamidade pública. Ainda há pontos da cidade sem energia. A prefeitura informou que o governo de Santa Catarina já autorizou o município a adquirir medicamentos, colchões, lonas e produtos de primeira necessidade às famílias atingidas.

Municípios atingidos em Santa Catarina

  • Arte UOL

O governador do estado, Luiz Henrique da Silveira, e representantes da Defesa Civil de Santa Catarina devem visitar Guaraciaba hoje.

Doações de roupas, calçados, cobertores, colchões e alimentos podem ser deixadas no Centro de Convivência dos Idosos, onde uma equipe realiza a triagem dos materiais. Quem não puder levar até o local pode ligar para os telefones (49) 3645-0785 ou (49) 3645-0122.

A previsão para hoje na Região Sul, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), é de tempo nublado, com pancadas de chuvas, trovoadas e possibilidade de chuvas fortes em áreas isoladas. A Defesa Civil informou que deve continuar chovendo na região durante toda a semana.

*Com informações das agências Brasil e Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos