Confronto entre PM e suspeitos deixa mais três mortos em Salvador

Especial para o UOL Notícias
Em Salvador

Mais três suspeitos de ligação com os ataques criminosos na capital baiana desde a segunda-feira (7) foram mortos no início da manhã dessa quinta-feira (10) em confronto com a PM (Polícia Militar). Agora, são nove os mortos desde o início dos ataques, atribuídos pelo secretário de Segurança Pública da Bahia, César Nunes, a criminosos ligados ao tráfico de drogas. Seria uma reação à transferência do líder do bando, Cláudio Campanha, para um presídio de segurança máxima em Mato Grosso do Sul.

Violência em Salvador (BA)

  • Onda de ataques criminosos invadiu a capital baiana. Desde o feriado de 7 de Setembro, os criminosos protestam contra a transferência de
    um líder do tráfico local para MS



O governador Jaques Wagner não descarta a possibilidade de pedir ajuda federal, que pode vir da atuação da Força Nacional de Segurança em Salvador, caso os ataques permaneçam. Entretanto, o governador baiano garante que, por enquanto, a situação está sob controle.

O confronto que aconteceu por volta das 5h desta manhã ocorreu na rua Pinto de Aguiar, no bairro de Pituaçu, nas imediações do estádio onde a Seleção Brasileira de futebol venceu, por 4 a 2, a seleção do Chile, na noite de ontem. Em outras investidas criminosas, ainda na noite de quarta, outros três módulos policiais foram destruídos pelos bandidos nos bairros de Pernambués e Liberdade, e um ônibus foi incendiado em Tancredo Neves.

O veículo atingido pertence à empresa São Cristóvão, e sofreu o ataque por volta das 20h30 no fim de linha do bairro de Tancredo Neves. De acordo com a Central das Polícias Militar e Civil (Centel), cerca de 20 homens encapuzados pararam o ônibus e atearam fogo ao veículo, que explodiu. O número de veículos coletivos incendiados já soma 12 - entre incêndios e tentativas - e nove módulos policiais sofreram atentados.

Inicialmente havia informações de que o motorista do coletivo tinha sido baleado e queimado, mas a 11ª Delegacia de Polícia desmentiu a informação. Também não houve vítimas na destruição dos postos da PM, já que essas unidades permanecem desativadas, por determinação do comando da PM. Os policiais foram deslocados para as rondas, nas ruas e nas viaturas.

Dentro do esquema de segurança para o jogo da Seleção Brasileira, a polícia chegou a escoltar o ônibus durante o seu itinerário até o estádio. A PM também tem feito barricadas em pontos estratégicos da cidade para realizar buscas de envolvidos nos ataques.

Após o mais recente ataque a ônibus surgiram notícias de que Salvador amanheceria, nesta quinta-feira, sem transporte coletivo. Entretanto, diretores do Sindicato dos Rodoviários descartaram a retirada dos veículos de circulação, ressaltando, porém, que reconhecem a gravidade da situação.

Nesta manhã, eles se reúnem para avaliar o quadro. Também pretendem agendar uma audiência com o governador Jaques Wagner para pedir medidas de proteção aos motoristas e cobradores, que estão expostos à ação de criminosos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos