Guarda civil que matou jovem em Heliópolis responderá em liberdade

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

O guarda civil metropolitano de São Caetano, Vicente Pereira Passos, 45, responderá em liberdade por homicídio culposo (sem intenção de matar) pela morte da estudante Ana Cristina de Macedo, 17, no último dia 31, na favela de Heliópolis, na zona sul de São Paulo.

Guarda civil fez o disparo que matou jovem em Heliópolis, aponta laudo

A bala que matou Ana Cristina de Macedo saiu do revólver calibre 38 usado pelo guarda Vicente Pereira Passos, 45. A comprovação veio de um laudo de balística, do IC.

Ao saber do resultado, a mãe da estudante Francisca Vera Lucia de Macedo, 42, disse não se conformar que o policial tenha confundido sua filha com uma criminosa. Em depoimento, o guarda afirmou ter atirado contra os bandidos.



Laudo do Instituto de Criminalística (IC) recebido nesta quinta-feira pela Polícia Civil de São Paulo constatou que o disparo que matou a jovem partiu do revólver calibre 38 de Passos.

O guarda será intimado a comparecer ao 95º DP (Cohab Heliópolis) nesta sexta-feira para ser indiciado. Segundo o delegado Gilmar Pasquini Contrera, o guarda não será preso e só poderá ser afastado pela própria Guarda Civil Metropolitana (GCM) de São Caetano. "Ele responderá por negligência, imprudência ou imperícia", disse.

O delegado afirmou também que seis disparos foram feitos por Passos durante a perseguição que resultou na morte da jovem. Outros quatro tiros foram disparados por outro guarda, que responderá a processo administrativo e não vai ser indiciado pela Polícia Civil.

O tiroteio do dia 31 aconteceu entre três guardas civis de São Caetano do Sul e três suspeitos de um roubo. Segundo Contrera, a viatura da GCM também foi alvejada durante a perseguição aos supostos assaltantes.

O inquérito ainda não foi concluído. A polícia aguarda a chegada de dois outros laudos periciais e é possível, segundo o delegado, que seja feita a reconstituição do crime.

Sobre o fato de os guardas estarem atuando fora de sua jurisdição, o delegado disse que encaminhará o ocorrido ao Poder Judiciário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos