Mais de 18 mil pessoas estão sem casa em SC; 68 municípios foram atingidos

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizada às 16h

A Defesa Civil de Santa Catarina divulgou nesta quinta-feira (10) que 68 municípios foram atingidos pelas fortes chuvas, vendavais e tornados registrados desde a madrugada de terça-feira em todo o Estado. As pessoas afetadas já somam 88.866 e as desabrigadas e desalojadas, 18.068. São 172 feridos.

Guaraciaba, no extremo-oeste, é a cidade em pior situação, com quatro mortos e pelo menos 89 feridos em conseqüência das chuvas. Há mais de 40 pessoas hospitalizadas e 70% das residências foram danificadas pelo provável tornado que passou por ali.

Segundo o último balanço, são 9.100 pessoas afetadas, 250 desabrigados e 7.368 desalojados.

Já em Monte Castelo, segunda região mais atingida, 8.113 pessoas e 270 edificações foram afetadas. Há pelos menos dois feridos, sendo uma vítima de infarto, e 40 desalojados.

Ontem, o governo estadual decretou situação de emergência em 65 municípios atingidos. Guaraciaba decretou estado de calamidade pública.

Na manhã de hoje, o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) conversou com o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, e solicitou a liberação imediata de recursos do governo federal para o socorro e assistência às vítimas.

Segundo o governador, o ministro teria dito que vai destinar todos os recursos que a Defesa Civil do Estado julgar necessários para o socorro às vítimas e vai repassar recursos também para ajudar os pequenos agricultores que foram prejudicados.

Telhas, lonas, colchões e cestas básicas
  • Divulgação

    As fortes chuvas acompanhadas de granizo que atingiram o Rio Grande do Sul na última segunda-feira (7) deixaram 3,98 mil residências danificadas e 55 destruídas. Segundo a Defesa Civil do estado, oito municípios decretaram situação de emergência: Seberi, Lavras do Sul, Santa Maria, Porto Xavier, Victor Graeff, Itaara, Ibirubá e Frederico Westphalen. A chuva e o vento atingiram cerca de 150 mil pessoas nessas regiões e deixaram 11 feridos.


A Defesa Civil Estadual autorizou em caráter emergencial a compra de lonas plásticas, telhas e colchões para serem usadas nos municípios mais atingidos pelo vendaval.

Além disso, 10 mil cestas básicas fornecidas pela Secretaria Nacional da Defesa Civil estão prontas para serem enviadas aos municípios mais afetados.

O município de São Miguel do Oeste, onde 450 pessoas foram afetadas pelo vendaval, receberá 3 mil cestas ainda hoje. Santa Cecília, Monte Castelo e Lebon Régis também serão beneficiadas.

O governo de SC informou ainda que a equipe que comanda os trabalhos de auxílio aos atingidos pelo temporal se reuniu hoje com lideranças das 17 comunidades que tiveram perdas com o tornado para pedir o apoio no levantamento das demandas de cada local.

O grupo vai usar um questionário para calcular todas as perdas e os representantes das comunidades devem acompanhar o trabalho.

Situação nos municípios
De acordo com a Defesa Civil de SC, o município de Caçador, no oeste do Estado, comunicou o destelhamento de 230 casas. Em Abelardo Luz houve prejuízo em pelo menos 2.012 edificações.

São Domingos e Coronel Martins estão sem comunicação. Em Campina da Alegria, no município de Vargem Bonita, há falta de água e energia elétrica e o destelhamento de 431 construções. Em Ipuaçu, também não há energia e registrou-se o destelhamento de casas e queda de árvores.

Penha, na foz do rio Itajaí-Açu, estava sem água e sem eletricidade, além de contar com 434 casas atingidas pelo vendaval. Em Blumenau, no Vale do Itajaí, foram verificados destelhamentos, quedas de árvores e o desabamento de um galpão da empresa Auto Viação Catarinense.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos