Pancadas de chuva devem voltar ainda hoje ao Sul do país

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Após uma semana de temporais e vendavais, o tempo na região Sul do país melhorou e o sol até apareceu. Desde ontem (14), a chuva deu uma trégua, o que ajudou a escoar os rios e a baixar a maré no litoral sul catarinense. No entanto, a previsão é de que as pancadas de chuva voltem ainda nesta terça-feira (15).
  • Apesar das constantes tragédias climáticas, os governos continuam desembolsando mais recursos com ações pós-desastres do que com medidas preventivas. O governo federal, fonte de verba para todo território nacional, gastou apenas 13% do orçamento autorizado para "prevenção e preparação para emergências e desastres" este ano



Segundo os meteorologistas da Somar, áreas de instabilidade devem provocar pancadas de chuva no norte e oeste do Paraná, oeste de Santa Catarina e noroeste do Rio Grande do Sul.

À noite, a previsão é de temporais, com acumulado de mais de 30 mm em seis horas, entre o extremo oeste de Santa Catarina, extremo noroeste do Rio Grande do Sul e nordeste da Argentina.

Já no centro e leste da região, a terça-feira segue com tempo seco e sol entre nuvens. A temperatura máxima varia entre 20°C e 22°C no centro e leste catarinense e leste paranaense, entre 26°C e 28°C no centro e leste gaúcho e alcança 30°C no noroeste do Paraná.

A frente fria deve chegar de vez na quarta-feira (16). Mas a previsão é de que os temporais no Sul sejam menos intensos do que os registraram na semana passada. O tempo permanece seco, sem chuvas, apenas no sul do Rio Grande do Sul, leste e norte do Paraná e litoral de Santa Catarina.

Na quinta-feira, a previsão é de um dia completamente fechado e chuvoso em boa parte do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. No Paraná, persistem as pancadas de chuva de fim de tarde.

Os meteorologistas da Somar também alertam para rajadas de vento de até 70km/h e risco de queda de granizo. As ondas variam entre 1,5m e 1,8m ao longo da costa do Rio Grande do Sul.

Estragos em SC, RS e PR
Segundo o último boletim da Defesa Civil de Santa Catarina, divulgado ontem, o mau tempo afetou 79 cidades do Estado, deixando 1.881 desabrigados, 10.115 desalojados, 173 feridos e cinco mortos. Ao todo, já foram distribuídas 7.350 cestas básicas às vítimas.

No Rio Grande do Sul, 4.740 pessoas tiveram de deixar suas casas no Estado e duas pessoas morreram. São 2.581 desabrigados e 2.159 desalojados. Cerca de 4.416 casas foram danificadas.

Os municípios em situação de emergência somam 13, com a inclusão de Ronda Alta, na região da Produção, e São Jerônimo, na região Carbonífera. Os municípios de Frederico Westphalen, Itaara, Victor Graeff, Ibirubá, Porto Xavier, Santa Maria, Lavras do Sul, Seberi, Ibirapuitã, Herval e Caiçara são os mais prejudicados.

Já no Paraná, 58 municípios foram afetados, sendo que três deles decretaram situação de emergência: Santo Antonio do Sudoeste, General Carneiro e Prudentópolis. Este último, teve uma enxurrada na última semana que afetou 14 mil pessoas.

Ao todo, há ainda 130 desabrigados e 630 desalojados no Estado, e mais de 3.000 casas foram afetadas pelo mau tempo. Foram distribuídas 11 mil telhas às vítimas.

Cidades atingidas por vendavais e tempestades em Santa Catarina

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos