Quartiero pode deixar ainda hoje carceragem da PF em Boa Vista

Paula Laboissière
Da Agência Brasil
Em Brasília

O produtor de arroz Paulo César Quartiero pode ser liberado ainda hoje (15) pela Polícia Federal, em Roraima. Ele foi preso na tarde de ontem (14) durante confronto entre arrozeiros e a Polícia Militar do estado no Parque Anauá, em Boa Vista.

Quartiero e outros manifestantes bloquearam a entrada do parque depois de serem impedidos de entrar no local onde o presidente Luiz Inácio Lula da Silva faria um discurso, durante visita ao Estado.

De acordo com o tenente coronel Vaney Raimundo Filho, responsável pelo policiamento da capital, já havia um mandado antigo de prisão contra Quartiero emitido pela Polícia Federal, em Roraima. Ele é acusado de provocar danos a uma viatura da PF e, por essa razão, foi levado do local do protesto para o hospital - por conta de ferimentos na cabeça - e, em seguida, foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal.

Quartiero também vai responder pelos crimes de desobediência, desacato, resistência e agressão física, desta vez, na Polícia Civil de Roraima, durante os protestos de ontem. Segundo Filho, que comandou a operação no parque, o produtor e outros três manifestantes foram presos depois de lançarem cadeiras e até mesmo urina e fezes em policiais militares.

Mas as acusações contra Quartiero, de acordo com o tenente coronel, correspondem a crimes "de menor poder ofensivo", e a liberação pode ocorrer ainda hoje, mediante pagamento de fiança - tanto na Polícia Federal, em Roraima, quanto na Polícia Civil do Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos