Ciclone extratropical provoca ventos de 100 km/h no RS e destelha casas em Foz do Iguaçu (PR)

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizada às 18h46

O ciclone extratropical que estava em formação no início da manhã desta sexta-feira (18), entre o Rio Grande do Sul e o estuário do rio da Prata (entre a Argentina e o Uruguai) provocou ventos de 100 km/h no Rio Grande do Sul e vendavais que destelharam 30 casas em Foz do Iguaçu, no Paraná. Segundo as defesas civis estaduais, não houve maiores danos, apesar das fortes chuvas, das trovoadas e dos ventos intensos.

O abastecimento de energia elétrica também foi interrompido em Foz de Iguaçu, afetando cerca de 6.800 pessoas. De acordo com e Defesa Civil do município, a energia já foi restabelecida nesta tarde.

No início desta manhã, as rajadas passaram dos 100km/h em Chuí, no sul do Rio Grande do Sul, 80km/h em Mostardas, litoral gaúcho e dos 75km/h no Cabo de Santa Marta, no sul de Santa Catarina, informa o Tempo Agora.

A Defesa Civil do Paraná informou que a chuva começou na região de Foz do Iguaçu, no extremo oeste do Estado, e por volta de 14h já tinha chegado à capital Curitiba. Várias árvores caíram na zona urbana, inclusive sobre algumas casas.

A previsão é de que a frente fria e o ciclone extratropical avancem pelo Brasil e provoquem chuvas intensas e generalizadas no Paraná, parte do Sudeste e do Centro-Oeste.

A entrada de uma massa de ar polar deve inibir a formação de nuvens de chuva e derrubar as temperaturas no Sul. "Apesar do baixo risco de geadas, esperam-se mínimas em torno dos 2°C no oeste de Santa Catarina no domingo e entre 0°C e 2°C na Serra de Santa Catarina na segunda e na quinta-feira da próxima semana", afirma o meteorologista da Somar Celso Oliveira.

Os balanços atualizados dos estragos provocados pelas chuvas da semana retrasada apontam que em Santa Catarina ainda existem 5.119 desalojados, 569 desabrigados e 291 deslocados. São 55 municípios ainda em situação de emergência.

No Rio Grande do Sul, ainda são 2.625 desabrigados, 2.929 desalojados e 5 municípios em situação de emergência.

Já no Paraná, 2.847 estão desalojadas e 140 desabrigadas. Sete municípios estão em situação de emergência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos