Estacionamento do Ministério das Cidades dá espaço a cidadãos em Dia Mundial Sem Carro

Da Agência Brasil
Em Brasília

Como parte das comemorações ao Dia Mundial Sem Carro, o estacionamento do Ministério das Cidades deixou hoje (22) de servir como espaço aos automóveis para dar lugar à população. Assim como nas principais capitais do país, Brasília também aderiu ao movimento Vaga Viva, manifestação pacífica que interdita, para o acesso às pessoas, locais antes destinados aos veículos.

Ciclistas e grupos de pessoas ligados a movimentos que defendem transportes alternativos ao automóvel estiveram no estacionamento principal do ministério, lugar que serviu também como palco para a exposição de fotos e exibição de vídeos sobre mobilidade urbana.

"Várias cidades do mundo estão fazendo nesse momento a mesma coisa que nós: a demonstração do uso de espaço para carros transformado em ambiente para pessoas conviverem", explica o presidente da organização não governamental Rodas da Paz, Ronaldo Alves. A ONG é uma das organizadoras do movimento, que pretende conscientizar a sociedade sobre a importância do uso alternativo de transporte.

No entanto, Alves enfatiza que a força de vontade da população em deixar o carro na garagem não é o suficiente para evitar o trânsito caótico e promover a mobilidade urbana sustentável. Uma pesquisa realizada pela ONG com 400 pessoas no Distrito Federal mostrou que 61% delas gostariam de se deslocar para suas atividades diárias por meio de bicicleta, mas que se sentem inseguras pela falta de ciclovias e de demais estruturas nas vias da cidade.

O ministro das Cidades, Márcio Fortes, que chegou de bicicleta à manifestação, cobrou a participação dos governos municipais para realização de obras de infraestrutura no país destinadas à mobilidade urbana, principalmente a construção de ciclovias.

"Esse movimento de hoje é para tentar conscientizar as pessoas de que é possível, sim, utilizar a bicicleta para outros fins que não sejam o de lazer, mas precisamos que prefeitos e governadores também se conscientizem em elaborar projetos de ciclovias e solicitar recursos ao ministério para implantá-los", disse.

Além de Brasília, a manifestação também foi feita em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Manaus e Recife. Ministro das Cidades

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos