Prefeitura de Santo André libera 21 casas de área atingida por explosão de loja

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Explosão deixou dois mortos e 12 feridos

  • Fábio Braga/Folha Imagem

    A loja que vendia fogos de artifício (f) explodiu por volta das 12h30 de quinta (dia 24); de acordo com a Prefeitura de Santo André, o estabelecimento não tinha permissão para vender esse tipo de artefato

A Defesa Civil de Santo André (Grande São Paulo) liberou para os moradores 21 imóveis na região em que se localizava a loja de fogos de artifício em que houve explosão na última quinta-feira (24). Outras cinco casas e um galpão ainda estão interditados. Quatro imóveis foram demolidos.

A prefeitura encerrou na tarde deste sábado as vistorias no local. Os proprietários de imóveis nos entornos que ainda considerarem necessárias vistorias podem entrar em contato com a prefeitura pelo telefone 199.

As casas interditadas deverão passar por reformas, segundo a prefeitura. A Defesa Civil afirma que, após a conclusão das obras, fará uma nova avaliação das propriedades para averiguar a possibilidade de liberação aos moradores.

A rua Américo Guazelli está aberta apenas para trânsito local. Na próxima segunda-feira (28), passará por uma nova vistoria na qual será analisada sua total liberação para o tráfego, segundo a prefeitura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos