Pesquisa mostra que maioria dos católicos discorda da excomunhão de mulheres que recorrem ao aborto

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da organização Católicas pelo Direito de Decidir (CDD) constatou que 86% dos católicos entrevistados discordam da excomunhão realizada pelo arcebispo de Recife e Olinda, dom José Cardoso Sobrinho, contra a mãe e a equipe médica que realizou o aborto de uma menina de nove anos que, depois de estuprada pelo padrasto, ficou grávida de gêmeos. Apenas 9% dos entrevistados disseram concordar com a atitude do religioso.

O caso, ocorrido em Alagoinha (a 230 km de Recife), causou polêmica no início deste ano. Para 71% dos católicos a atitude do arcebispo, que tentou impedir a realização do aborto da menina estuprada e depois condenou publicamente todos os envolvidos, foi considerada uma violência.

Na ocasião, o ministro da saúde, José Gomes Temporão, lamentou o fato e disse que a lei garante o aborto, uma vez que a gravidez foi resultante de estupro e colocava a vida da menina em risco. Questionados sobre a opinião do ministro, 85% responderam que concordavam com ele.

A pesquisa apontou ainda que, para a maioria dos católicos, excomungar mulheres que recorrem ao aborto não contribui para a diminuição da prática: 79% disseram discordar dessa afirmação.

O levantamento foi feito durante o mês de julho deste ano, em 142 municípios das cinco regiões brasileiras. Foram entrevistadas 2.002 pessoas de ambos os sexos e com mais de 16 anos, de todos os níveis educacionais e com renda entre 1 e 10 salários mínimos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos