PM de Minas testa gruas para vigilância "nas alturas" no centro de Belo Horizonte

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

A Polícia Militar de Minas Gerais está testando, no centro de Belo Horizonte, duas plataformas que se elevam a 6 e 16 metros, respectivamente, e ampliam o campo de visão dos militares responsáveis pela vigilância ostensiva de locais de grande aglomeração de pessoas.

  • Rayder Bragon/UOL

    Grua de 6 metros está sendo testada pela Polícia Militar de Minas Gerais na Praça 7, centro de Belo Horizonte. Segundo os militares, ela proporciona um campo de visão com raio de cerca de 1 km

O policial, que porta binóculo e rádio transmissor "nas alturas", repassa as informações vistas do alto a colegas que estão "em terra".

De acordo com o comando da corporação, a iniciativa teve como base modelos semelhantes que são utilizados em países da Europa e em Nova York (EUA).

A ideia, conforme o major Idzel Fagundes, assessor de comunicação, é possibilitar uma ação rápida em caso de furtos, tentativas de agressão e tumultos em eventos ou áreas que recebam grande fluxo de pessoas.

"Essa plataforma pode ser levada por meio de um guincho para, por exemplo, imediações de estádios de futebol. E ainda para eventos festivos que reúnam muita gente", explicou.

Segundo o tenente Ricardo Foureaux, que demonstrou na Praça 7, centro da capital, o funcionamento do aparelho à reportagem do UOL Notícias, cada unidade custa em média R$ 50 mil (6 metros) a R$ 70 mil (16 metros) e são normalmente utilizadas na construção civil e na metalurgia.

Os policiais que vão lidar com o aparelho passaram por treinamento específico sobre normas de segurança, disse o tenente.

A outra grua, com capacidade de elevar uma pessoa a 16 metros, está instalada na Praça da Estação, também no centro da cidade.

"Os policiais vão se revezar na máquina por turnos curtos para não os expor a riscos. Eles, quando estão na plataforma, utilizam cinto de segurança atrelado a uma barra de proteção. A nossa ideia é modificar esse aparelho e dotá-lo de uma cabine para proteger do sol", afirmou.

A grua, se for incorporada no dia-a-dia dos policiais, terá também uma câmera filmadora, contou o militar.

Ainda segundo ele, o experimento foi apresentado ao secretário de Estado de Defesa Social, Maurício Campos Júnior, e ao comando da corporação. O período de testes será de 60 dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos