Vendavais e granizo danificam 2.000 casas no PR e outras 1.200 em SC

Eduardo Correa
Especial para o UOL Notícias
De Curitiba

  • Alvarélio Kurossu/Diário Catarinense/Ag. RBS

    Homem mostra granizo que caiu durante chuva em Santa Catarina


Aproximadamente 2.000 casas foram danificadas pelas chuvas que atingiram várias regiões do Paraná entre o fim da tarde de quarta-feira (14) e a madrugada desta quinta (15). Foram registrados problemas em municípios do Oeste, Sudoeste, Noroeste, Norte e Centro-Sul. Além dos ventos de mais de 100 km/h, caiu granizo em alguns municípios.

O último boletim divulgado pela Defesa Civil do Paraná apontou uma morte em Santa Helena, no Oeste. Um veículo foi atingido por uma árvore. O motorista morreu e o passageiro ficou ferido.

Cascavel, também no Oeste, foi uma das cidades mais atingidas. A Defesa Civil contabilizou cem pessoas desalojadas, dez prédios públicos danificados, 20 espaços comunitários com problemas, além de prejuízos em propriedades particulares, algumas destruídas.

Houve problemas no abastecimento de água e no fornecimento de energia elétrica. As linhas telefônicas e o transporte público também foram prejudicados. Rádios estão fora do ar por problemas nas antenas.

Durante a manhã, o prefeito Edgar Bueno e o chefe da Defesa Civil, coronel Washington Alves da Rosa, estão percorrendo o município para definir até o início da tarde se vai ser decretado estado de emergência.

De acordo com o meteorologista do Instituto Tecnológico Simepar, César Duquia, deve chover ainda mais no Paraná nesta quinta-feira. "O risco de temporais ainda é elevado e não estão descartadas quedas de granizo em pontos específicos", disse. Ele ainda explicou que as tempestades são causadas quando há a associação de uma frente fria com áreas de instabilidades que se desenvolvem entre o Sul e o Sudeste.

As prefeituras e os profissionais da Defesa Civil ainda estão contabilizando e avaliando os estragos para poder comentar a situação. Como hoje é comemorado o Dia do Professor, as escolas da rede pública tinham outras atividades programadas e os alunos já estavam dispensados das aulas.

Santa Catarina
A cidade catarinense mais atingida pelos vendavais e pela chuva de granizo foi Curitibanos, no Planato Serrano. Em apenas dez minutos, o granizo destruiu cerca de 1.200 casas. De acordo com a Defesa Civil, cerca de 3.500 pessoas foram afetadas e 154 pessoas estão desabrigadas.

Segundo o gerente do órgão estadual, major Emerson Emerim, que está no município, apenas a área urbana foi avaliada e que o número de desabrigados tende a crescer após vistoria na zona rural de Curitibanos.

A população do município irá receber 650 cestas básicas, 15 mil telhas, 650 cobertores, 650 lençóis, 650 fronhas e travesseiros, 650 toalhas e 650 kits de higiene pessoal, informou a Defesa Civil.

Os temporais atingiram também Campos Novos e Vargem. Houve destelhamento de casas, interrupção do abastecimento de energia elétrica e queda de árvores.

Em Campos Novos, quatro bairros foram afetados: Conjunto Habitacional Integração, Nossa Senhora Aparecida, Senhor Bom Jesus e Centro e 235 casas foram destelhadas. Cerca de 300 pessoas estão desalojadas e mais de mil foram afetadas.

Na zona rural de Campos Novos o maior prejuízo foi na agricultura, assim como em Vargem, nas localidades de Didomênico e Marondin.

O governador em exercício, Jorginho Mello, deve sobrevoar a região do Meio-Oeste nesta quinta e descer em Curitibanos, onde se encontrará com o secretário regional Nilso Berlanda e equipe da Defesa Civil Estadual que realiza vistoria no município.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos