Número de mortes após invasão de morro no Rio chega a 25

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizada às 15h02

Chega a 25 o número de mortos em confrontos entre policiais e traficantes no morro dos Macacos, zona norte do Rio. Segundo a Polícia Militar, 18 mortos são criminosos. Além dos três policiais que morreram após o helicóptero em que estavam ser derrubado no sábado (17), três civis também morreram. As mortes aconteceram no fim de semana e na segunda-feira (19).

A morte mais recente confirmada é a de um homem, cujo corpo foi encontrado por policiais militares no início desta tarde, em um carrinho de supermercado na rua Luiz Barbosa, um dos acessos ao morro.

Nesta terça-feira (20), o ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou que mais dinheiro poderá ser liberado para garantir a segurança no Rio de Janeiro. Ontem, o governador Sérgio Cabral (PMDB) anunciou que o Estado receberá R$ 100 milhões da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). De acordo com o ministro, a cifra pode aumentar, caso seja necessário.

"Se precisar mais de R$ 100 milhões do total do orçamento desse ano para o ano que vem, que já está em andamento, nós faremos. O presidente me deu ordem para que o Rio de Janeiro seja plenamente atendido."

Dados do Sistema de Informações Gerenciais (SIG) da Secretaria de Estado de Fazenda mostram que foram destinados R$ 421 milhões para a segurança em 2009. No entanto, o Estado só liquidou R$ 102,1 milhões até ontem.

A verba é destinada a ações das Polícias Militar e Civil, bombeiros e sistema penitenciário, entre outros.

Nos três anos da administração Sérgio Cabral, o total previsto em investimentos para segurança pública chegava a R$ 804.818.112, segundo o SIG. Até ontem, a realização dessas ações consumiu apenas R$ 316.102.753,36 - ou 39,2% do total de dotações.
Os dados do SIG mostram ainda que os investimentos ficaram abaixo do esperado mesmo quando o Estado arrecadou mais do que previa. O orçamento do ano passado projetava que o total de receitas somaria R$ 39,87 bilhões. No fim do ano, verificou-se que esse número ficou em R$ 43,01 bilhões. Mesmo arrecadando R$ 3,14 bilhões a mais, os investimentos na rubrica segurança pública ficaram bem abaixo do que constava no orçamento inicial.

*Com informações da Agência Estado e de Claudia Andrade, de Brasília

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos