Avião da Polícia Federal transfere 10 presos para penitenciária de Campo Grande (MS)

Juliana Kalil
Do UOL Notícias
No Rio de Janeiro

Atualizado às 13h26

Um avião da Polícia Federal realizou o transporte dos dez traficantes que foram transferidos de presídios do Rio de Janeiro para uma penitenciária federal de Campo Grande (MS). O avião decolou por volta das 11h da base aérea do Galeão e chegou por volta das 13h15 em Campo Grande.

A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio solicitou a transferência dos presos ao Tribunal de Justiça do Estado depois dos confrontos entre traficantes e policiais militares que resultaram na morte de 39 pessoas em uma semana, entre elas três policiais militares e pelo menos seis moradores dos morros. Os presos foram removidos durante a madrugada de presídios do Rio em microônibus sob forte esquema de segurança.

Em nota oficial, a secretaria informou os nomes dos presos: Nei da Conceição Cruz ("Nei Facão"), Edgar Alves Andrade ("Doca"), Cássio Monteiro das Neves ("Cassio da Mangueira"), Márcio Silva Matos ("Marcinho Muleta"), Roberto Ferreira Vieira ("Robertinho do Jacaré"), Jorge Alexandre Candido Maria ("Sombra"), Marcelo Soares de Medeiros ("Marcelo PQD"), Fábio Pinto dos Santos ("Fabinho São João"), Ocimar Nunes Robert ("Barbosinha") e Claudecyr de Oliveira ("Noquinha").

Segundo balanço da Polícia, desde o último sábado, 58 pessoas foram presas e 40 armas e cinco granadas foram apreendidas em operações de repressão ao tráfico de drogas. Os tiroteios começaram no último fim de semana devido às operações para achar os criminosos que invadiram o Morro dos Macacos, na Zona Norte da cidade.

O balanço da polícia não inclui as duas mortes registradas nesta quinta-feira (22) na favela Vila Cruzeiro, na Penha. Segundo a PM, as duas vítimas foram encaminhadas para o Hospital Getúlio Vargas durante a madrugada por um morador da favela, mas já chegaram mortas ao local. A polícia ainda investiga se as mortes têm relação com os confrontos dos últimos dias.

Ontem, três moradores foram baleados durante tiroteio entre criminosos e policiais na favela Vila Cruzeiro, na Penha (zona norte). As vítimas de bala perdida foram levadas para o hospital Getúlio Vargas, na Penha, zona norte da cidade.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, um homem de 51 anos, atingido no rosto, permanecia internado em estado grave no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da unidade até a noite de hoje.

Um homem de 57 anos que ficou ferido na perna foi atendido e liberado, já um aposentado de 86 anos, atingido por um tiro de raspão no tórax dentro de um supermercado localizado em uma das entradas da favela, também já recebeu alta.

A PM informou que uma mulher foi atingida de raspão em frente a uma padaria na comunidade, mas não precisou de atendimento médico e por isso não entrou na estatística.

Três homens morreram e um foi preso na madrugada deste sábado durante troca tiros em Belford Roxo (RJ). Segundo a Polícia Militar, os homens eram traficantes de drogas que comandavam um ponto de venda de drogas em uma favela do bairro da Farrula.

A polícia ainda investiga se os mortos em Belford Roxo tem alguma ligação com a ação dos traficantes de drogas que já matou 39 pessoas desde o último fim de semana, quando começaram os confrontos.

*Com informações da Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos