Três pessoas morrem em deslizamento de terra em Nova Iguaçu (RJ)

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Você Manda: envie fotos e vídeos da chuva na Baixada Fluminense

Você registrou alagamentos ou outros danos causados pela chuva na Baixada Fluminense? Envie fotos e vídeos para o UOL.

Atualizado às 14h09

Um deslizamento de terra causado pela forte chuva que atingiu no final da noite desta quarta-feira (11) a cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, deixou pelo menos três mortos, dois feridos e várias ruas alagadas pelo transbordamento de rios e córregos.

Uma residência no bairro da Biquinha veio abaixo com o deslizamento do barranco onde foi construída. Morreram soterrados José Severino Frias, de 48 anos, o filho dele, Marilson José Frias, de 22, e a filha Jennifer Maria da Silva, de 15 anos, que estava desaparecida até o início da manhã de hoje.
  • Antonio Lacerda/EFE

    Morador tira água de sua casa, inundada hoje, na cidade de Duque de Caxias (RJ). Pelo menos três pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em consequência das fortes chuvas que castigaram a região na madrugada de hoje


Os dois feridos, Jonathan José da Silva Frias e Angela Maria da Silva, foram levados para o hospital da Posse. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) da região.

De acordo com levantamento da Defesa Civil, 30 famílias estão desalojadas e desabrigadas em Nova Iguaçu. O atendimento dos atingidos está sendo feito na Associação de Moradores de Tinguá. Já as pessoas que tiveram que abandonar suas casas foram encaminhadas para a Escola Municipal Barão de Tinguá.

Aproximadamente 120 agentes, entre funcionários da prefeitura, equipes da Defesa Civil, integrantes da Vigilância em Saúde, além de bombeiros, trabalham no atendimento aos atingidos. As famílias desabrigadas ainda serão vacinadas como forma de prevenção de doenças.

A Baixada Fluminense

  • Arte UOL

Ainda em Tinguá, duas máquinas retroescavadeiras, uma pá mecânica e cinco caminhões auxiliam na retirada da terra que deslizou de uma encosta na Travessa Trajano.

Duque de Caxias
Em Duque de Caxias, também na Baixada Fluminense, ocorreram cinco desabamentos de casas - três no bairro Parque Fluminense e dois no Capivari, mas ninguém ficou ferido, segundo a Defesa Civil do município. Outras sete casas estão interditadas no bairro Maria Helena.

Estão inundadas 15 áreas localizadas no distrito de Campos Elíseos: Ana Clara, Parque Império, Marilândia, Jardim Primavera, Figueira, Vila Maria Helena, Jardim Anhnagá, Pilar, Parque Luiza, Parque Fluminense, Cidades dos Meninos, Pantanal e São Bento.

De acordo com a Defesa Civil, 15 pessoas foram desalojadas e encaminhadas a uma igreja Evangélica na rua Pedro de Toledo, em Campos Elíseos. Um barraco foi destruído pelas chuvas nas proximidades da avenida Presidente Kennedy. Ainda ocorreram deslizamentos de terra nos bairros Parque Império e Jardim Fluminense, mas ninguém ficou ferido.

Cerca de 100 pessoas, entre agentes da Defesa Civil, bombeiros e voluntários, estão trabalhando no atendimento às vítimas nos bairros mais atingidos.

Segundo a Defesa Civil, a inundação foi causada pelo aumento do nível dos rios Iguaçu e Sarapuí, que cortam o município. Duque de Caxias, assim como outros municípios da Baixada Fluminense, fica abaixo do nível do mar, o que favorece a ocorrência de inundações.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, entre o fim da tarde de ontem e o início da madrugada de hoje choveu em Duque de Caxias 80 milímetros. A média para todo o mês de novembro no município é de 120 milímetros.

Não chove na região nesse momento, segundo a Defesa Civil.

*Com informações da Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos