PF prende 50 em operação contra tráfico internacional de drogas no RS; policiais detêm mais 40 em outras ações

Talita Boros Do UOL Notícias Em São Paulo

Diversas operações especiais foram realizadas do sul ao nordeste do país pela Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal na manhã desta terça-feira (17). No Rio Grande do Sul, a Delegacia da Polícia Federal em Pelotas desarticulou uma organização que atuava no tráfico internacional de drogas e roubos a estabelecimentos bancários e comerciais. Até o começo da tarde, 50 pessoas foram presas.

Chamada de "Operação Castelo", a ação identificou 10 quadrilhas de traficantes de drogas acusados de negociar mensalmente aproximadamente 100 kg de cocaína e crack. A droga de procedência boliviana ingressava no Brasil através do território paraguaio e era transportada até a região metropolitana de Porto Alegre, de onde era distribuída em Pelotas, segundo a PF. As quadrilhas também seriam responsáveis por diversos assaltos a bancos na região de Porto Alegre.

De acordo com informações da Polícia Federal do Estado, cerca de R$ 15 mil em dinheiro foram apreendidos e, entre os presos, estão dois policiais militares que serviam como informantes aos traficantes. No total, 68 mandatos de prisão e 60 de busca e apreensão foram expedidos.

Crimes ambientais
No Paraná, a Polícia Federal de Paranaguá também iniciou na manhã de hoje uma operação para repressão de crimes ambientais contra a extração ilegal de palmito no Parque Nacional Saint Hilaire e nas áreas de proteção ambiental de Guaraqueçaba e Guaratuba, municípios do litoral do Estado.

Segundo informações da PF (Polícia Federal), a "Operação Juçara" - em referência à espécie vegetal protegida por lei e ameaçada pela ação criminosa - cumpriu 18 mandados de prisão preventiva e mobilizou cerca de 100 policiais federais, além de policiais civis e fiscais do Ibama.

Entre os presos estão um sargento da Força Verde da Polícia Militar do Paraná; um fiscal do Instituto Ambiental do Paraná; o ex-prefeito de Guaratuba, além do diretor do Ciretran e do procurador do Município de Guaratuba. O vice-prefeito da cidade, que também teve mandato de prisão expedido, ainda não foi localizado. Todos serão transferidos para uma unidade militar em Curitiba e responderão por crimes ambientais e formação de quadrilha.

Roubo de carga na mira
Já em Alagoas e Pernambuco, a Polícia Rodoviária Federal, em parceria com o Ministério Público Estadual e Polícia Civil de Alagoas, prendeu hoje várias pessoas envolvidas com crimes como homicídios, assaltos a cargas e ônibus, tráfico de drogas e comércio ilegal de armas.

A "Operação Ciclone" cumpriu 15 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão nos municípios de Campo Alegre, Luziápolis, Arapiraca e Teotônio Vilela em Alagoas, e também em Bezerros, Pernambuco. No total, 16 pessoas foram presas, 10 armas apreendidas, 90 munições e mais de R$ 7 mil em dinheiro. Entre as armas, uma metralhadora e três espingardas calibre.12, além de vários celulares, documentos falsos, peças de motos e drogas.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) a maioria dos crimes acontecia na BR 101, que cruza a maior parte dos municípios onde as apreensões foram feitas.

Documentos falsos
Outra ação da PF (Polícia Federal) também prendeu hoje 11 integrantes de uma organização criminosa que confeccionava e usava documentos falsos, como certidões de casamento, carteiras de identidade, atestados de óbito e procurações, entre outros, para obter indevidamente benefícios de pensão por morte na Previdência Social.

A chamada "Operação Vidência" investigava a atuação dos criminosos em São Paulo, no Rio de Janeiro, Paraná, em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, em Minas Gerais, Pernambuco, na Bahia, no Distrito Federal e em Goiás. Pelas estimativas da Polícia Federal, se continuasse atuando, a quadrilha daria um prejuízo de R$ 32 milhões aos cofres da Previdência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos