Ministério da Justiça pede que consumidores solicitem cópia da gravação do atendimento de call center

Da Agência Brasil Em Brasília

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça (DPDC) alertou hoje (4) os consumidores para que peçam uma cópia da gravação do atendimento feito por call centers. Segundo a diretora do DPDC Juliana Pereira, o órgão tem trabalhado, com o apoio dos Procons, dos ministérios públicos, das entidades civis e da Defensoria Pública, no sentido de esclarecer que o pedido é um direito do cidadão.

"A grande arma do consumidor é a gravação, ele deve pedi-la sempre. Porque é através dela que ele pode evidenciar a forma como foi atendido. Assim como o comprovante de que ele pediu segunda via ou cancelamento de algum serviço. Caso a empresa se negue, o consumidor deve procurar os órgãos de defesa e levar sua denúncia", declarou Juliana durante o seminário Um Ano de Vigência do Decreto do SAC: Balanço e Perspectivas.

Segundo a secretária de Direito Econômico do Ministério da Justiça (MJ), Mariana Tavares, muitas empresas utilizam justificativas absurdas para não entregar a gravação do atendimento.

"É preciso que seja garantido o controle de todo o processo do atendimento, tanto com o protocolo, quanto com a gravação. As empresas se negam, alegando que não havia meios tecnológicos para isso, ou ainda pedem um prazo e logo e depois dizem que esse prazo expirou. Ou seja, agem claramente impedindo que o consumidor comprove sua demanda e a sua reclamação", ressaltou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos